terça-feira, 22 junho 2021
InícioColunaFabiana FuckVocê sabe qual é o seu estilo parental?

Você sabe qual é o seu estilo parental?

Na coluna desta semana, a psicóloga Fabiana Fuck trata sobre a importância de nos conhecermos e entendermos melhor como pais, para conseguir mudanças positivas em relação aos filhos.

Por Fabiana Fuck | Psicóloga Parental

É muito comum ouvir dos meus pacientes o desejo de melhorar a maneira como lidam com seus filhos. Alguns discordam da forma como os educam, mas não sabem por onde começar a mudança que desejam.

As respostas estão sempre dentro de nós e não fora. Precisamos antes de tudo, nos conhecer, e quando nos entendermos enquanto pais, e o porque de agirmos de determinada foram, teremos as condições necessárias para uma mudança positiva.

Conhecer nosso estilo parental é um bom início!!

Um estilo parental, é o conjunto de atitudes e modo de exercer a parentalidade. Cada pai se encaixa dentro de um, mas precisamos ser honestos ao buscarmos o nosso estilo, admitindo possíveis falhas, tendo uma visão genuína do que nos constitui, e então saberemos como e por onde iniciar.

Hoje falarei sobre um estilo, e nas próximas semanas, falarei sobre os demais.

Primeiro estilo: autoritarismo

Pais autoritários, acreditam que a criança nasce “errada”, com defeitos, inacabada, e precisa ser transformada! Neste estilo, sempre está se tentando corrigir, lapidar, pedir ou impor para que o filho mude.

Aqui se cria para uma responsabilidade social e não pessoal. Há uma preocupação maior com a aceitação social e deixa-se de olhar para a criança, que por consequência, não aprende a se perceber.

Seus desejos e a sua essência, são deslocadas, roubadas, disfarçadas. Não há cuidado e respeito pessoal, somente social.

É o tipo de situação quando se obriga a criança a agradecer,  beijar ou tirar boas notas,  o que interfere na integridade pessoal dela. É ensina que os seus interesses não valem e sim os dos outros. O que os outros pensarão, o que falarão? Desconsidera-se as potencialidades da criança.

Pais autoritários se colocam sob um altar e veem seu filho como um receptor, apenas.
É uma visão e modo de agir hierárquico, de ordem e obediência.

A criança obedece por medo, e igualmente também podem vir a exercer da força física, verbal e emocional sobre seus pais para que eles satisfaçam suas vontades.

Um outro efeito encontrado neste modo de criar, é a transmissão deste estilo, algumas crianças que cresceram sob o autoritarismo tendem a se tornar adultos autoritários e a repetirem esse padrão de comportamento nos seus próprios filhos.

Na próxima coluna, falaremos sobre o segundo estilo, a permissividade.

Abraços.

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS