domingo, 9 maio 2021
Início Bairros Itoupavazinha Vídeo: A contagiante alegria das crianças em meio a uma operação da...

Vídeo: A contagiante alegria das crianças em meio a uma operação da Polícia Militar

O objetivo é revitalizar e humanizar uma área conhecida pelo tráfico de drogas em Blumenau.

Uma operação policial deflagrada na manhã desta segunda-feira (13/04/21) no residencial Parque das Lagoas, na Rua Botuverá, no bairro Itoupavazinha, em Blumenau, logo chamou a atenção pela quantidade de viaturas. A ação é coordenada pelo Coronel Jefferson Schmidt, comandante da 7ª região da PM, e tinha o objetivo de revitalizar uma localidade em que há muitas ocorrências relacionadas ao tráfico de drogas.

Foto: PM de Blumenau

A operação Fênix quer promover um ambiente de vida melhor das pessoas de bem que moram no local, e acabam tendo que conviver com o ambiente hostil relacionado ao crime. Quando as viaturas chegaram, logo despertaram a curiosidade das crianças. É possível que algumas já tiveram familiares presos em algumas das ações de combate ao tráfico.

Segundo o 1º tenente da PM, Nicolas Marques Vasconcelos, logo foram identificados alguns pontos para serem trabalhados no residencial. Um deles foi a construção de um muro no lugar da cerca que existia, para dificultar a fuga dos criminosos para o mato. Os moradores também foram mobilizados com o apoio da PM, para limpar a localidade retirando lixo e entulhos.

“Durante a permanência dos policiais, é natural que as crianças fossem se aproximando. Primeiro estavam um pouco tímidas, daqui a pouco um menino mais comunicativo começou a conversar, com aquela curiosidade típica de criança. Eram perguntas como ‘É pesada essa arma?’, ‘É complicado ser polícia? Meu sonho é ser policial’, ’Quando o canil vem? Quais são as raças dos cachorros?’”, entre outras perguntas.

Em determinado momento, quando as crianças jogavam uma partida de futebol, a bola caiu próxima dos policiais que estavam ao lado do campinho. “Tudo começou de forma muito natural. Daqui a pouco eu estava jogando junto com o pessoal e nem percebi o registro em vídeo. Acabamos brincando com eles por uns 10 minutos e eles perderam o jogo para a polícia. Tens alguns que jogam muito bem”, lembrou com alegria o 1º Tenente Nicolas, que sempre revelou um carinho especial em ações que envolvem crianças.

Com essa aproximação, os pequenos também ficaram curiosos para conhecer os equipamentos policiais. O 1º tenente prometeu que no dia seguinte ia mostrar a viatura, o que foi cumprido ao voltar no residencial para verificar o andamento da operação. Ele mostrou como funcionam os botões que acionam o giroflex, as sirenes e o funcionamento do rádio. “As crianças são muito atentas, ficam observando tudo. Eu ensinei uma vez, daqui a pouco, já sabiam e estavam ligando a sirene, colocando os piscas de um lado para o outro e o sinal de interdição de via. Depois demonstramos o funcionamento do rádio, quando pedi para eles falarem com a Central de Emergência que por sua vez respondia, aproveitando que o momento estava bem tranquilo”, disse.

A intenção sempre foi ampliar esse tipo de interação com a comunidade, inclusive trazendo atrações como o canil, a Transitolândia e até a banda da PM. O grande receio neste momento de pandemia são as aglomerações. Foi o caso de quando começaram a jogar bola. Primeiro eram apenas três crianças e daqui a pouco outras foram chegando. O mesmo aconteceu na demonstração da viatura, porque os pais também foram ao local e acabaram filmando ou fotografando. Segundo o oficial, quase ninguém usava máscara protetiva.

Já havia a vontade de colocar essa prática esse tipo de ação no ano passado, mas a pandemia atrapalhou. “Sabemos que para conseguir essa interação e adquirir a confiança com os cidadãos de bem que moram no local, é necessário um trabalho a longo prazo. Não é algo que acontece de maneira imediata, até porque a localidade está em uma situação de abandono há pelo menos 10 anos, sem políticas públicas, sem assistência, entre outras situações”, destacou.

A aproximação já fez com que as crianças chamassem os policiais pelo nome, e vice-versa. A expectativa é seguir com esse trabalho durante as três semanas que os policiais estarão no residencial. A torcida é para que os programas sociais possam se fazer mais frequentes para conseguir revitalizar a região.

Ao perceber o quanto a criançada gosta de jogar futebol, o oficial disse que estão buscando apoio de empresários para revitalizar o campinho de futebol. A intenção também é conseguir uma parceria com alguma escola ou academia para desenvolver alguma atividade esportiva.

Confira o vídeo:

Claus Jensen
Claus Jensenhttp://www.oblumenauense.com.br
Trabalhei com publicidade há mais de 30 anos, fiz teatro durante 8, apresentei programa de televisão outros 5 e sou blogueiro desde 2007. Mas minha maior paixão é a família, e claro, essa fascinante Blumenau.

MAIS LIDAS