Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Tribunal Misto é escolhido para avaliar pedido de impeachment do governador e vice de SC

 

 

 

Foto: Paulo Moreno

 

Na tarde desta quarta-feira (23/09/20) foram escolhidos os cinco deputados e cinco desembargadores que farão parte do Tribunal Misto que avaliará o pedido de impeachment contra o governador Carlos Moisés da Silva e a vice Daniela Reinehr.

Na sessão da Assembleia Legislativa de SC (Alesc), cada deputado indicou um nome. Receberam 30 votos cada o Sargento Lima (PSL), Luiz Fernando Vampiro (MDB) e Mauricio Eskudlark (PL). Já Kennedy Nunes (PSD), recebeu 29 votos, e Laércio Schuster (PSB), obteve 25. As escolhas foram o resultado de um acordo prévio entre as bancadas do MDB, PSL, PSD, PT e PL.

Já no Tribunal de Justiça de SC, a escolha foi através de um sorteio que indicou a desembargadora Cláudia Lambert de Faria, e os desembargadores Rubens Schulz, Sérgio Antônio Rizelo, Carlos Alberto Civinski e Luiz Felipe Siegert Schuch.

A sessão de instalação do tribunal misto está agendado para às 10h desta sexta-feira (25/09/20), no plenário da Assembleia Legislativa. Na oportunidade irá ocorrer a escolha do relator que ficará com a tarefa de elaborar um parecer em até 10 dias. Mas tudo dependerá da aprovação do roteiro de trabalho que será definida na mesma data.

Para que o processo de impeachment seja aprovado, são necessários seis votos. Se isso acontecer, Carlos Moisés e Daniela Reinehr, são afastados de seus cargos no executivos para dar lugar ao presidente da Alesc, Julio Garcia.  Mas se empatar, ficará a cargo do presidente do TJSC, desembargador Ricardo Roesler, dar o voto de desempate.

 

Grupo Telegram
Grupo WhatsApp

Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

Posts relacionados

Top