domingo, 17 outubro 2021
InícioEventosTrês de 600 mães deram seus depoimentos em uma tarde dedicada à...

Três de 600 mães deram seus depoimentos em uma tarde dedicada à elas

 

Por Claus Jensen, com cobertura de Marlise Cardoso Jensen

Cerca de 600 mulheres participaram do café do Dia da Mães, promovido pela Fundação Pró-Família na tarde desta sexta-feira (12/5/17), no ginásio do Pró-Idoso, localizado na Rua Itapiranga, bairro Velha, atrás do Parque Ramiro Ruediger. Cristiane Marta Loureiro, Presidente da entidade coordenou o evento com muitos parceiros, que ofereceram serviços de limpeza de pele, pipoca com cinema, descontos em cursos de inglês, definição de sobrancelhas, entre outros.

 

Cristiane Marta Loureiro, presidente da fundação Pró-Família

 

“Também tiveram sorteios, um delicioso café para as mulheres, assim como uma banda para alegrar a tarde de hoje, porque elas merecem. O café da partilha teve a colaboração de todas que trouxeram um prato. Ter elas comemorando o dia das mães foi muito especial”, disse Loureiro. A presidente da fundação desejou um Feliz dia das Mães, destacando a importância de cada uma nas nossas vidas. “Que todos os filhos aproveitem e comemorem muito essa data, porque nossas mães só são eternas no nosso coração” finalizou.

 

 

 

Uma das mães homenageadas logo chamou a atenção pela sua disposição física e aquele jeitinho de avó querida. Araci Almeida dos Santos, de 95 anos, é mãe de quatro homens, avó de sete netos e tem 13 bisnetos, além disso ainda mora sozinha e cuida de quase todos os afazeres domésticos. A idosa faz aniversário no último dia de cada ano: 31 de dezembro.

A única coisa que abriu mão foi de lavar a roupa, trabalho feito pela afilhada, a quem demonstrou muito carinho. Mas nos finais de semana ela fica na casa de um filho, que como os outros também moram no bairro Água Verde.

Dona Araci participa do Pró-Família há 12 anos todas as quintas-feiras, e já esteve envolvida na maioria das atividades, mas no momento só faz alongamento e joga dominó. Ela nasceu em Florianópolis mas mora em Blumenau há 65 anos, onde trabalhou durante muito tempo numa fábrica de meias. Seu filho mais velho já tem 70 anos e o mais novo 55.

 

 

 

Maria Lídio, de 73 anos, moradora do bairro Água Verde é mãe de um filho adotivo que completa 40 anos no dia 31 de maio. A adoção aconteceu nas primeiras 24 horas de vida e tudo já havia sido combinado com a mãe biológica quatro meses antes sem papel, tudo de forma informal, que depois foi formalizado no cartório quando registrou a criança em seu nome.

Viúva desde 2001, ela disse que o amor de mãe a um filho adotivo é até um pouco maior. Hoje o filho é separado e ela tem dois netos, um deles sendo criado por ela que tem 11 anos e fará aniversário em maio também, no dia 25.

 

 

 

A mais jovem mãe que entrevistamos, foi Vanda Xavier de 67 anos, que é carioca e mora em Santa Catarina há 20 anos, mas em Blumenau há apenas 5. Mãe de três filhos homens e quatro netos, dois moram na cidade, enquanto o outro no Rio de Janeiro. Dona Vanda mora sozinha apesar de enfrentar as dificuldades da doença de Parkinson, que há 11 anos tenta controlar com medicações diárias.

No primeiro ano com a doença, uma medicação evitava os tremores típicos, mas o Parkinson avançou e hoje o efeito dos medicamentos não dura mais que quatro horas. Os filhos que moram em Blumenau são muito próximos, um deles combinou para almoçar com ela no sábado (13) e o outro no domingo (14). O contato com o filho do Rio de Janeiro é pelo telefone ou internet, e é lá que também moram três netos. Aqui na cidade há somente um.

Dona Vanda está há 7 anos no Pró-Família e hoje participa de seis atividades: hidroginástica, expressão corporal, arteterapia com retalhos de madeira e informática. De vez em quando ela entra em novas atividades, como foi o caso do origami e cerâmica.

“Tudo é uma terapia para mim. Eu até pensei em parar, mas minha doença anda lado a lado com o mal de Alzheimer. Como minha mãe também tinha, tenho muita chance de ter também”, comenta. Para o dia das mães, ela deixou uma mensagem de otimismo: “Nunca desista de seus filhos, eles são as coisas mais importantes de nossa vidas. Depois que nós vamos, são eles que ficam”, disse com muito carinho.

Confira algumas fotos do evento:

 

Foto: Jaime Batista da Silva

Claus Jensenhttp://www.oblumenauense.com.br
Trabalhei com publicidade há mais de 30 anos, fiz teatro durante 8, apresentei programa de televisão outros 5 e sou blogueiro desde 2007. Mas minha maior paixão é a família, e claro, essa fascinante Blumenau.

MAIS LIDAS