sábado, 25 setembro 2021
InícioEsporte Splitter foi o cestinha da seleção brasileira na vitória contra a...

Splitter foi o cestinha da seleção brasileira na vitória contra a Argentina

Splitter foi homenageado pelo título na NBA antes do jogo Brasil x Argentina Crédito: Marcelo Fonseca / Gazeta Press
Splitter foi homenageado pelo título na NBA antes do jogo Brasil x Argentina
Crédito: Marcelo Fonseca / Gazeta Press

O Brasil derrotou a Argentina por 68 a 59,  e garantiu o título do Super Desafio de Basquete neste sábado (2/08),  no Ginásio Maracanzinho, Rio de Janeiro. O grande destaque da partida foi nosso Tiago Splitter, que além de ser  o cestinha do time com 15 pontos, ainda pegou 12 rebotes. Mas o desempenho da equipe como um todo, foi considerado fraco e o próprio Splitter concordou que algumas coisas precisam ser corrigidas na defesa e no ataque. O jogadores Nenê e Anderson Varejão também foram essenciais nessa vitória, tanto em números, quanto importância.

Para o jogador Varejão que marcou 7 pontos na partida e joga no Cleveland Cavaliers (EUA), o Brasil irá ao mundial em condição de disputar o título, afinal  foi só o segundo jogo.  Há tempo para melhorar. Nenê foi outro destaque do jogo.  Ele joga no Washington Wizards (EUA), fez 10 pontos e sete rebotes, e comentou sobre o excesso de erros da seleção, especialmente nos lances livres. Mas também se mostrou otimista quanto ao futuro do Brasil para o Mundial de Basquete em setembro, na Espanha.

O Brasil bateu a Argentina nos rebotes (45 a 38), e a vitória brasileira se deve em grande parte a uma sequência de lances livres. A partida teve bons momentos no primeiro e terceiro quartos para a nossa seleção, que abriu vantagem próxima de 10 pontos. Mas permitiu que o time adversário tirasse a diferença.  Aliás o cestinha da partida foi o argentino Campazzo que fez 17 pontos, e teve ainda como destaques os jogadores Prigioni e Bortolin , com 11 e 14 pontos.

Mas seja qual for a modalidade, ganhar da Argentina sempre tem um gostinho especial. Coisa de hermanos.

 

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS