segunda-feira, 6 dezembro 2021
InícioGeralSeterb se posiciona para esclarecer vídeo de ocorrência na Fortaleza Alta

Seterb se posiciona para esclarecer vídeo de ocorrência na Fortaleza Alta

 

O prefeito Mário Hildebrandt se reuniu na tarde desta terça-feira (13/11/18), com o presidente do Seterb, Marcelo Schrubbe, procurador geral do Município, Julio Augusto Souza Filho, diretor da Guarda Municipal de Trânsito, Cícero Jonatas Andreazza, jurídico da autarquia e com os agentes envolvidos na ocorrência da última semana na Rua Hermann Piske, na Fortaleza Alta, que culminou em um vídeo divulgado nas redes sociais. Na reunião, foi apresentado ao prefeito um relato do acontecido. Os guardas definiram que registrarão um Boletim de Ocorrência por calúnia e difamação, e confeccionarão um relatório pormenorizado da ação para posterior análise da diretoria jurídica da autarquia.

Em um relato prévio ao presidente do Seterb, os agentes confirmaram que foram chamados à localidade para fiscalizar um adolescente que estaria guiando, sem capacete, uma motocicleta. No local, autuaram mais dois motoristas: um deles por iluminação alterada (Art. 230 do CTB) e outro por ter passageira segurando uma criança pequena no colo (Art. 168 CTB). Para realizar a ação, os agentes estacionaram no acesso a uma localidade particular, o que não atrapalhou o tráfego, atuando de acordo com o que diz o Código de Trânsito Brasileiro.

Enquanto registravam as autuações, o condutor de um veículo Jetta, cor prata, que teria deixado a filha em um CEI próximo, começou a filmar. Ainda segundo relato, a abordagem aconteceu por estar trafegando com iluminação alterada.

De acordo com o testemunho, apesar de recusar a apresentar os documentos do veículo, o motorista, após a autuação, acatou a determinação e no dia seguinte readequou o veículo. O veículo passou por vistoria, foi liberado e o condutor recebeu a documentação de volta.

A informação foi divulgada por Felipe Rodrigues, diretor de jornalismo da Prefeitura de Blumenau.

Confira o que aconteceu:

 

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS