domingo, 28 fevereiro 2021
Início Política Seis dos 15 vereadores de Blumenau anunciam que renunciarão privilégios

Seis dos 15 vereadores de Blumenau anunciam que renunciarão privilégios

É estimada uma economia de aproximadamente R$ 876 mil até o final do mandato.

A nova legislatura na Câmara de Vereadores de Blumenau começou em tom de mudança. Quatro dos quinze vereadores já anunciaram que renunciarão privilégios e outros dois devem protocolar um memorando para o mesmo na próxima semana.

Emmanuel Tuca (NOVO), Egídio Beckhauser (REP), Bruno Cunha (CID) e Gilson de Souza (PAT) já disseram que pagarão a própria conta do celular, não vão usar carro oficial, assumirão seus custos de gasolina, abrirão mão de motorista, verba de correspondência e o direito de reembolso por diárias de hotel.

Nas próximas semanas, os vereadores Carlos Wagner Alemão (PSL) e Cristiane Loureiro (POD), anunciaram que também realizarão o pedido para o corte de privilégios. Alguns foram mais incisivos, renunciando até mesmo às impressoras alugadas que são disponibilizadas pela câmara de vereadores. O valor estimado de economia é de aproximadamente R$ 876 mil até o final do mandato.

Há um estudo sendo realizado com o objetivo de reduzir o duodécimo, o repasse da prefeitura para o custeamento de despesas da câmara, ainda neste primeiro biênio.

Existe um compromisso assinado pelos representantes da mesa diretora prevendo essa medida. A redução de custos com verba de gabinete, parece um prenúncio dos ajustes necessários para a redução compromissada.

Os vereadores destacam: “Respeitar o dinheiro público é, de fato, prioridade. Podemos, especialmente hoje neste momento sensível de pandemia, fazer muito mais com menos recursos”.

Avatar
O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS