segunda-feira, 18 outubro 2021
InícioClimaSecretário da Defesa Civil de SC dá um panorama da situação neste...

Secretário da Defesa Civil de SC dá um panorama da situação neste domingo (4)

Em áudio divulgado nesta manhã de domingo (4/6/17), o Secretário de Defesa Civil de SC, Rodrigo Morelli, deu um panorama sobre a situação das chuvas no Estado e também das barragens. Transcrevemos para quem prefere ler, mas segue também o áudio integral.

 

 

Segundo Morelli, neste domingo (4/6/17) a chuva já começou mais intensa no Oeste, além do Litoral e Planalto Sul. Ela deve ficar com intensidades fracas e moderadas em diferentes regiões de Santa Catarina. A barragem Sul (Ituporanga) estava com 63% do reservatório, e passou a operar com duas comportas fechadas e três abertas, para reduzir os níveis dos rios e ter condições de receber a chuva com mais segurança. A barragem Oeste (Taió) está com 67,58%% do reservatório, com três comportas fechadas e o canal extravasor aberto em 80 cm, o que dá uma condição para reduzir o nível do rio nessa região.

A barragem Norte (José Boiteux) está com 11% da capacidade e não tem comportas fechadas, mas consegue fazer um controle de fluxo de água para o Médio Vale do Itajaí. Quando gravou o áudio, o nível do rio em Taió estava em 7,10m, Rio do Oeste com 7,4m, Ituporanga com 1,72m; e Rio do Sul em 6,94m.

A meta nas próximas horas é reduzir o nível desses rios. Conforme a observação da chuva e a situação dos rios, mesmo durante o cenário inicial, é de estar reduzindo o nível do reservatório, ajudando no controle de quando a chuva se intensificar.

O boletim meteorológico mostra ela chegou um pouco mais atrasada no Estado, o que é bem positivo. Isso permitiu um período mais seco, facilitando as condições no Alto Vale, onde é de precipitação de chuva deve ser de fraca a moderada. As condições baseadas nos dados do Epagri/Ciram, é que a chuva seria mais intensa no Planalto Norte e as cabeceiras do vale Oeste. Por isso foi aberto o canal extravasor do Canal Oeste, em vez do Sul.

Se forem abertas todas as comportas das barragens e dos canais extravasores de Taió e Ituporanga,  haverá uma vazão de 837 metros cúbicos de água por segundo. Nas condições dos rios abaixo das barragens, é um volume de água com cerca de 300 metros cúbicos por segundo. Com isso, haveria uma vazão de 1.137 m³ p/s. Para se ter uma ideia, uma enchente de 9 metros em Rio do Sul, tem uma passagem de vazão de 970 m³ p/seg. Então com todas abertas, a vazão seria o nível do rio chegaria próximo a 10m, o que refleteria diretamente nas cidades do Alto Vale, como Ituporanga, Taió, Rio do Oeste, Laurentino e Agronômica.

A operação visa reduzir o maior volume de água dos reservatórios e manter todo curso hídrico o mais baixo possível, para uma melhor resposta às chuvas. Sobre o que vem nessa semana, fizemos uma entrevista que será publicada.

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS