segunda-feira, 20 setembro 2021
InícioEducaçãoSecretaria de Educação divulga calendário de reposição dos dias letivos

Secretaria de Educação divulga calendário de reposição dos dias letivos

Foto: Marcelo Martins
Foto: Marcelo Martins

O calendário de reposição de cada escola estará disponível até o final de semana no site da Prefeitura.

A Secretaria de Educação da Prefeitura de Blumenau divulgou, na manhã desta terça-feira, o calendário-base de reposição dos dias letivos para recuperar o período de paralisação das escolas durante a greve dos servidores públicos municipais. Cada comunidade escolar teve oportunidade de opinar sobre a melhor forma de reposição e as adaptações foram efetuadas pela direção das escolas. Qualquer mudança, no entanto, deve estar dentro dos preceitos legais da Lei de Diretrizes Básicas da Educação, que prevê não só o mínimo de 800 horas-aula por ano, mas também 200 dias letivos. O calendário de reposição de cada escola estará disponível até o final de semana no site da Prefeitura Municipal de Blumenau.

“A Secretaria de Educação, democraticamente, proporcionou aos pais e escolas que definissem como pretendem que as aulas sejam repostas”, disse a secretária Helenice Luchetta, que lembrou que o objetivo primordial é recuperar as aulas com qualidade “para benefício das crianças”. O calendário-base prevê que a reposição aconteça nos dez dias de recesso escolar (de 21 de julho a 01 de agosto), nos feriados dos dias 2 e 7 de setembro, no ponto facultativo do dia 01 de setembro, mais dois dias em dezembro, avançando na data do término do ano letivo e, ainda, para completar os dias, em oito sábados à escolha da comunidade escolar. A partir desta proposta, a comunidade escolar pode adaptar à sua realidade. A secretária cita um exemplo: “se a comunidade faz questão de pelo menos uma semana de férias, a recuperação desses dias pode ser transferida para mais sábados
letivos”.

Outra peculiaridade do calendário de reposição reside no fato de que das 50 escolas existentes na Rede Municipal de Ensino, há pelo menos três situações diferentes: as 23 escolas que pararam durante toda a greve, terão que repor os 23 dias. Outras 13 escolas que tiveram paralisação parcial, efetuarão a reposição daquilo que falta para complemento do ano letivo. As 14 escolas que não fizeram greve seguem com o calendário letivo normal, previsto no início do ano. “As escolas, individualmente, estão enviando o calendário de reposição para os pais”, ressaltou Luchetta, que lembrou ainda que o novo calendário letivo estará disponível no site da Prefeitura, escola por escola, até o final desta semana. O endereço do site é www.blumenau.sc.gov.br.

via PMB | Texto: Fabrício Wolff

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS