domingo, 24 outubro 2021
InícioSaúdeCoronavírusSanta Catarina começa distribuição de 107,7 mil doses de vacina contra a...

Santa Catarina começa distribuição de 107,7 mil doses de vacina contra a Covid-19

Além das 59,5 mil da Oxford/AstraZeneca, chegaram mais 48,2 da Coronavac na quarta-feira (24/02), que estão sendo enviadas às Regionais de Saúde de SC com escolta das forças de segurança.

Um novo lote com 48.200 doses da vacina Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan, chegou a Florianópolis às 19h10 desta quarta-feira (24/02/21). No período da manhã, um lote com 59.500 doses da Oxford/AstraZeneca já tinha sido descarregada no aeroporto, somando um total de 107.700 doses.

A distribuição por via terrestre para as Unidades Descentralizadas de Vigilância Epidemiológica (UDVES) das Regionais de Saúde de Santa Catarina começou nesta quinta (25) com apoio das forças de segurança. As doses da Oxford/AstraZeneca serão distribuídas de forma integral, sem reserva da Dose 2 (D2), tendo já que o intervalo entre a D1 e a D2 desta vacina é de 12 semanas.

No caso da Coronavac/Butantan, serão distribuídas apenas metade das doses (24.100) para aplicar a primeira Dose (D1), considerando que o intervalo dessa vacina é menor, de 2 a 4 semanas. Desta forma, serão enviadas 83.600 doses aos municípios. Essa forma de distribuição segue recomendação do Ministério da Saúde (MS).

O Estado também vai enviar junto com essa nova remessa de doses, as 42.500 da vacina Coronavac/Butantan que chegaram a Santa Catarina no dia 7 de fevereiro e estavam armazenadas na Rede de Frio estadual para garantir a aplicação da D2. Essas doses serão aplicadas naqueles que já receberam a D1 da vacina.

A previsão é que todas as UDVES recebam as vacinas ainda na quinta, 25. Todas as doses serão enviadas de forma proporcional e igualitária, de acordo com a população estimada dos grupos prioritários de cada município.

“O Estado não tem medido esforços para garantir que as doses sejam entregues às regionais, e consequentemente, aos municípios, o quanto antes, para que possamos rapidamente avançar nas etapas de imunização do povo catarinense”, afirma Eduardo Macário, superintendente de Vigilância em Saúde de SC.

Fonte: Governo de SC

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS