terça-feira, 25 janeiro 2022
InícioAnimaisSaiba o que o botulismo tem a ver com seu cão

Saiba o que o botulismo tem a ver com seu cão

 

 

Por *Susane Bohmann | Médica Veterinária

Recentemente atendi um caso de um cão com paralisia nas pernas, dificuldade para piscar, deglutir e respirar. Dentre tantas doenças que estudamos na faculdade, existem aquelas que pensamos – talvez essa eu nunca verei. E lá estava eu diante de uma dessas doenças. Conversando com a tutora para investigar o que poderia ter causado aqueles sinais no animal, ela relatou que vivia em um sítio e o animal tinha comido carcaça de galinha em putrefação.

Botulismo nada mais é que uma intoxicação alimentar causada por uma toxina, que é liberada pela bactéria anaeróbica Clostridium botulinum. Essa toxina bloqueia a comunicação entre os nervos ocasionando paralisia flácida dos músculos. Os membros posteriores paralisam primeiro, em seguida as patas dianteiras, o animal fica em decúbito e pode afetar o sistema respiratório e cardíaco, levando a morte. Os sinais aparecem em torno de dois dias após a ingestão.

Como prevenir?

Não deixando seu animal comer lixo, alimentos em processo de decomposição e animais mortos, cuidado também com poças de água. Não existe vacina contra o botulismo, a prevenção é a forma mais segura para evitar a intoxicação. O tratamento é feito com internação, oxigenioterapia, ventilação assistida e cuidados terapêuticos, mas nem todos sobrevivem.

 

* Susane Bohmann (CRMV – SC 7779) é médica veterinária formada no Instituto Federal Catarinense (campus Araquari) e Pós-Graduanda em Oftalmologia Veterinária pela ANCLIVEPA (SP). Ela atende na Argos Clínica Veterinária, localizada na Rua Gustavo Zimmermann, nº 5.311, bairro Itoupava Central | Telefone e WhatsApp (47) 99763-6123

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS