quinta-feira, 9 dezembro 2021
InícioGeralProposta para aumentar o número de vereadores volta a ser discutida

Proposta para aumentar o número de vereadores volta a ser discutida

Camara-Vereadores-eleicao-2014_01
Imagem de arquivo

O assunto “aumento do número de vereadores” volta novamente ao plenário. Ele foi levantado na primeira sessão parlamentar em fevereiro deste ano, na Câmara de Blumenau, que aprovou a realização de uma audiência pública para discutir essa possibilidade. Os vereadores Célio Dias (PR) e Mário Hildebrandt (PSD) encabeçaram o pedido.

Municípios com 300 mil a 450 mil habitantes, de acordo com a lei, devem ter no máximo 23 vereadores. Nesse caso, Blumenau, com uma população que beira os 334 mil habitantes, já estaria em condições legais de ter mais parlamentares. Mas a Lei Orgânica do Município, determina um número máximo de 15, como é hoje.

Em reunião na ACIB, o Presidente da Câmara de Vereadores, Mário Hildebrandt, defendeu que o aumento não significaria diferença no repasse de recursos por parte da Prefeitura para o Legislativo. Ele também comentou que se o número de fato aumentasse, cada vereador poderia ter apenas dois assessores em vez de quatro. O orçamento de R$ 26 milhõe para a Câmara neste ano, não seria alterado. As sobras, estimadas em cerca de R$ 2 milhões, atualmente são devolvidas ao Executivo.

Isso significa, que as sobras de verbas hoje destinadas à entidades assistenciais, poderiam ficar escassas ou até inexistentes no final do ano. Porque cada novo dos 8 parlamentares teria assessores, um veículo, gabinetes e todos os gastos inerentes. Os defensores do aumento, também alegam que a cidade seria melhor representada. Ok, mas para isso teria que se estabelecer um vereador por região. Hoje, para ele ser eleito é mais uma questão partidária, do que necessariamente ligada a bairros. Ou seja, nesse aspecto, não muda em nada.

Para ser aprovado, o projeto precisa de 10 votos. Nove já mostraram a intenção de votar a favor. O governo municipal não apoia, e a bancada formada desde o começo da gestão (PSDB, PMDB e DEM) deve ser contra.

Minhas dúvidas são:

  • Vale a pena destinar as sobras que são investidas em entidades assistenciais hoje, para criar mais vagas de vereadores?
  • Os novos vereadores, iriam representar melhor cada canto de nossa cidade, se eles não são eleitos por bairro?
  • Até quando, os R$ 26 milhões, preço de uma boa ponte, ficarão nesse valor? A lei determina que no máximo 5% da arrecadação em impostos do município, seja destinada ao legislativo, para cidades entre 300 e 500 mil habitantes. Até 300 mil, o percentual era de 6%, ou seja, está diminuindo. Mas parece que sempre existe um jeito de mudar as coisas.
  • Que tal usar a sobra para construir uma sede própria da Câmara, em  vez de pagar um alto aluguel?
  • Não teríamos outra coisa mais relevante para discutir na Câmara de Vereadores?
  • Qual a sua opinião cidadão blumenauense, que com seus impostos, paga o salário das pessoas que nos representam?

Obs.: Até 2004, Blumenau já tinha 21 vereadores. Mas uma resolução do Tribunal Superior Eleitoral reduziu o número de vereadores para a legislatura seguinte.

Claus Jensenhttp://www.oblumenauense.com.br
Trabalhei com publicidade há mais de 30 anos, fiz teatro durante 8, apresentei programa de televisão outros 5 e sou blogueiro desde 2007. Mas minha maior paixão é a família, e claro, essa fascinante Blumenau.

MAIS LIDAS