sábado, 23 janeiro 2021
- Propaganda -
Início Economia Projetos Inovadores na Furb buscam por parcerias e investimento
- Propaganda -

Projetos Inovadores na Furb buscam por parcerias e investimento

23:17

 

 

 

 

Os vencedores da 8° Feira de Inovação e Empreendedorismo da Universidade Regional de Blumenau (FURB) estão agora em busca de parceiros e investidores para colocarem seus produtos no mercado. A premiação aconteceu no início de julho e foi noticiada por OBlumenauense.

O integrante e idealizador do Forklift Quick Claw, Ramon Fernandes, está procurando empresas para negociar parcerias. A intenção é patentear do projeto que ficou em segundo lugar com o auxílio da Universidade Regional de Blumenau (FURB) e do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT). A pinça industrial já está sendo encaminhada para produção.

Os integrantes do projeto primeiro colocado, Anilex – solução para cólicas menstruais, pretendem realizar mais testes e validações antes de lançarem o produto inédito no mercado, pois conforme explica a idealizadora Luiza de Melo, trata-se de um produto de contato direto com a pele. Ela afirma que a intenção é formar parcerias com lojas de produtos naturais, farmácias e estabelecimentos do segmento para fazer a venda do Anilex quando ele estiver pronto e devidamente testado e legalizado.

Ana Carolina Petry, integrante do projeto UNIC – Móveis para pessoas com necessidades especiais, que ficou em terceiro lugar na feira, informou que a equipe está aberta para a venda do berço adaptado para cadeirantes e para formar parcerias com investidores. Além disso, “agora a gente pensa em melhorar esse produto, além de trabalhar com outros móveis nesse mesmo foco”, afirma Ana Carolina.

Solução para cólicas menstruais

O Anilex – solução para cólicas menstruais foi criado com princípios 100% naturais pelas estudantes Amanda Berns, Daniela Rausch e Luiza de Melo, do curso de Engenharia Química da Universidade Regional de Blumenau (FURB). Luiza de Melo conta como ele funciona: “age como um analgésico e proporciona um aquecimento na área aplicada, dando aquela sensação quentinha que gera o conforto”.

A cólica menstrual é um problema que atinge grade parte das mulheres no período fértil, todos os meses. “As cólicas menstruais, podem ocasionar, em casos mais graves, vertigens e até desmaios, por isso o produto foi pensado para ser de uso prático, para que a mulher possa levar na bolsa e não atrapalhe sua rotina. É minimamente invasivo, uma vez que não é ingerido, e em comparação com a bolsa de água quente, é muito mais prático”, enfatizou Luiza.

Pinça Industrial

O projeto Forklift Quick Claw foi criado pelos alunos Ramon Fernandes, Giovani Pellin, Pierro da Silva, Adrielle Machado e Cristian Junkes, do curso de Engenharia de Produção, com intuito de melhorar processos dentro das fábricas. Trata-se de uma pinça industrial, um acessório flexível, que facilita o transporte de tambores dentro de armazéns e estoques.

De acordo com o idealizador do produto, o aluno Ramon Fernandes, “um dos diferenciais do nosso produto é o encaixe rápido da lança da empilhadeira, então não necessariamente o operador precisa sair da empilhadeira; ela encaixa automaticamente e ele faz um pequeno ajuste para encaixar até o final da lança. A pinça faz o movimento para pegar o tambor”.

Outro diferencial do produto é que ele é pequeno e pode acessar áreas que o maquinário mais robusto não consegue. “Esse também é um diferencial, a pinça pode entrar em espaços apertados de armazéns, de estoques ou espaços dentro da produção”, acrescentou Ramon.

Também integrante do projeto, Giovani Pellin resume em três palavras a importância da pinça industrial: “velocidade, ergonomia e segurança. A velocidade na movimentação é de suma importância para a empresa; reduzindo esse tempo de movimentação podemos reduzir o custo para a fabricação de um produto. Já sobre ergonomia e segurança, principalmente para o colaborador, diminui a necessidade da força física dele para fazer a tarefa, então a chance de um tambor cair no pé de um colaborador diminui”.

Berço adaptado para cadeirantes

Com o foco em desenvolver um produto que atendesse pessoas com necessidades reduzidas em ambientes residenciais, os acadêmicos Aline Vanessa da Silva, Ana Carolina Petry e Bruno Juan Guedes Rode, do curso de Arquitetura e Urbanismo, projetaram o berço adaptado para cadeirantes. “Esse produto tem uma grande importância no mercado devido a ser um nicho pouco explorado e com muita demanda de cliente”, acredita Aline.

Sendo multifuncional, além de berço, ele foi projetado com uma parte feita como trocador e a possibilidade de transformá-lo em uma mesa, removendo a parte de cima quando o berço não for mais necessário. A questão ambiental também foi levada em consideração pelos acadêmicos, que decidiram utilizar MDF reutilizável como matéria prima para a fabricação do móvel.

Aline Vanessa da Silva conta que a ideia do projeto veio de certa forma sendo induzida nos alunos de Arquitetura e Urbanismo desde o início do curso, que aprendem que os móveis precisam ser úteis, os espaços precisam ser bem utilizados e é necessário aliar a beleza e a inovação. “É nossa obrigação como arquitetos, organizar espaços, criar móveis, coisas e ambientes para abrigar diversos tipos de atividades, inclusive para pessoas com algum tipo de deficiência”, conclui ela.

O berço adaptado com trocador diminui os riscos de saúde no manuseio com o bebê e evita a fadiga. Suas principais características são o fácil acesso e mobilidade, formato suave e seguro e a utilização de materiais mais sustentáveis, tanto ambientalmente quanto economicamente.

Fonte: Furb

Avatar
O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br
- Propaganda -  
 
 
 
 

MAIS LIDAS