sábado, 23 janeiro 2021
- Propaganda -
Início Geral Projeto de abrigo temporário está entre os melhores de 2020 da ArchDaily...
- Propaganda -

Projeto de abrigo temporário está entre os melhores de 2020 da ArchDaily Brasil

00:49

 

 

 

 

Um projeto que propõe um abrigo temporário de fácil montagem, com peças leves, de encaixe e baixo custo, foi selecionado pelo ArchDaily Brasil. O objetivo é garantir mais conforto e amparo às famílias abrigadas em meio a desastres naturais.

O projeto utiliza materiais locais e inclui um passo a passo de montagem para que qualquer pessoa consiga levantar o abrigo se necessário. A proposta é ser algo de fácil adaptação, onde materiais e funcionalidades podem ser moldados de acordo com as necessidades. É o caso, por exemplo, da montagem de uma cozinha comunitária.

Foi o resultado do Trabalho de Conclusão de Curso da graduanda em Arquitetura e Urbanismo da Universidade Regional de Blumenau (FURB), Laura Grimberg de Sousa Chaveca. “Ressignificando caminhos: a arquitetura no desastre”, foi selecionado entre os 427 inscritos de 2020, entre eles trabalhos do Brasil, Portugal e de Moçambique. A proposta ficou  como um dos 40 melhores trabalhos finais deste ano.

A ideia surgiu quando Laura  estava fazendo uma pesquisa sobre educação ambiental e gestão de risco de desastres. Ela percebeu que não havia um lugar apropriado para pessoas que precisam rapidamente de abrigos temporários na nossa região com histórico de enchentes e deslizamentos de terra.

“Elas ficam geralmente em escolas, igrejas e clubes, e esses espaços não tem privacidade nem muito conforto, e acabam gerando violência e outros problemas. Com isso vi a oportunidade de desenvolver um espaço melhor para atender essas pessoas nesses momentos, um espaço que pudesse oferecer privacidade, um abraço em momentos assim, um lugar confortável”, afirma Laura.

Os módulos propostos no TCC orientado pelo professor Guido Paulo Kaestner Neto foram projetados de forma flexível para atender diferentes demandas. A graduanda de Arquitetura e Urbanismo da FURB explica que os abrigos podem ser montados de formas variadas, para diferentes objetivos, e que um pequeno módulo pode ser erguido junto de outros para formar um maior, atendendo famílias com várias pessoas. Há no design também a presença de uma pequena varanda, que pode ser utilizada como espaço de socialização ou para dar continuidade aos ofícios dos abrigados, evitando o ócio.

TCC na pandemia

Laura conta que o maior desafio que a pandemia trouxe para o desenvolvimento do seu Trabalho de Conclusão de Curso foi em relação à comunicação com seu orientador a partir dos seus desenhos, que é muito mais fácil no modelo presencial, mas que no final conseguiram adaptar os processos e finalizar o trabalho.

Apesar dos relatos de professores e acadêmicos de que suas atividades se multiplicaram no modelo de ensino e aprendizagem completamente remoto, o professor e orientador Guido Kaestner Neto afirma que “toda essa dificuldade conseguiu ser superada pela Laura, principalmente, e também pelo esforço da FURB e do curso de Arquitetura, para poder dar condições adequadas aos processos de orientação e nas diversas disciplinas”, e que essa conquista acaba sendo coletiva.

A graduanda de Arquitetura relata que ficou muito surpresa com a classificação, pois não esperava ser selecionada entre os 40 melhores trabalhos, e que ficou muito realizada com a conquista, percebendo ainda mais a importância de seu trabalho e sua aplicação na comunidade.

A seleção foi realizada a partir dos julgamentos do próprio ArchDaily Brasil sobre a apresentação, os gráficos e a temática abordada. Segundo o site, um dos maiores no mundo que traz conteúdos sobre arquitetura, mais do que simplesmente resolver um problema de forma satisfatória, um TCC deve levantar questões e incitar a discussão acerca do tema proposto. É exatamente isso que Laura coloca em foco com seu projeto, trazendo questões como o descaso com o conforto e a privacidade de abrigados, além da violência e o ócio ao qual ficam expostos.

Fonte: FURB

Avatar
O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br
- Propaganda -  
 
 
 
 

MAIS LIDAS