sábado, 27 novembro 2021
InícioGeralProjeto “Bombeiro da Melhor Idade” envolve idosos voluntários em Santa Catarina

Projeto “Bombeiro da Melhor Idade” envolve idosos voluntários em Santa Catarina

 

 

 

Fotos: Divulgação/ CBMSC

Além do atendimento efetivo em ocorrências, o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) atua fortemente em campanhas de prevenção, promovidas em projetos sociais em todo o estado.

Um projeto social do o Corpo de Bombeiros Militar de SC (CBMSC) tem como objetivo capacitar cidadãos para agir em situações de emergência e atuar em primeira resposta, evitando ou minimizando acidentes domésticos. “Bombeiro da Melhor Idade” integra alunos dispostos a melhorar sua qualidade de vida e ainda prestar auxílio em situações de socorro.

Em Lages e nos municípios atendidos pelo 5° Batalhão Bombeiro Militar, os idosos certificados como Bombeiros da Melhor Idade costumam frequentar os quartéis do CBMSC mesmo após formados. A ação é uma troca produtiva tanto para os idosos que prestam os serviços voluntários nas unidades, quanto para os militares que podem contar com sua parceria.

Para a dona Terezinha, o quartel do 5°BBM se tornou uma segunda casa. Ela é cozinheira e há 24 anos dedica duas horas do seu dia para cuidar da alimentação de Bombeiros Militares e Comunitários. “Sou voluntária, mas me sinto uma Bombeira Militar, pois pra mim, o Corpo de Bombeiros é uma família”, declara, orgulhosa. “Enquanto preparo o almoço dos meninos, eles estão na rua, trabalhando, então também me sinto salvando vidas, pois sou parte da equipe”, afirma.

 

 

Já na área atendida pelo 13º Batalhão Bombeiro Militar, no Litoral, mais de 100 idosos já foram certificados no Projeto Bombeiro da Melhor Idade, desde 2017. No primeiro ano do programa, as turmas eram formadas apenas em Balneário Camboriú. Em 2019, o projeto foi expandido para todas as companhias do batalhão, em Itapema, Tijucas e São João Batista, com 30 vagas abertas em cada unidade.

De acordo com a Capitão BM Fernanda Sebastiani, do 13º BBM, além da capacitação dos alunos, outro ponto positivo é o programa de avaliações de atendimento. Criada em 2018, a ação consiste na participação voluntária dos idosos, que entram em contato com vítimas atendidas pelos bombeiros para registrar a avaliação do atendimento. Durante as ligações, os voluntários preenchem um questionário com seis perguntas relacionadas à satisfação dos usuários, atendidos em todos os municípios que integram o 13º BBM. A carga horária é de duas horas diárias, de segunda à sexta-feira.

“Depois de formados, os Bombeiros da Melhor Idade continuam ativos nos quartéis. Além do programa de avaliações, eles participam dos principais eventos no quartel, como o desfile no dia 7 de setembro e Dia Nacional do Bombeiro” explica a Oficial. Ainda de acordo com a Capitão, a interação dos idosos nos quartéis é contínua, o que aproxima ainda mais o contato do Corpo de Bombeiros Militar com a comunidade.

O curso

Com uma carga de 30 a 40 horas, dependendo do batalhão, o curso conta com noções de primeiros socorros, prevenção em acidentes e incêndio, além de conhecimentos institucionais sobre o CBMSC. Entre as disciplinas abordadas estão: segurança no lar; percepção de riscos; acionamento dos órgãos de emergência, além de Atividades físicas na Melhor Idade – módulo que expõe cuidados que os idosos devem manter para a promoção da qualidade de vida.

 

 

Para participar, basta ter no mínimo 60 anos de idade e ir ao quartel do Corpo de Bombeiros Militar mais próximo. Em alguns municípios, as inscrições também são feitas na sede da Prefeitura, através da Secretaria do Idoso ou Secretaria de Inclusão Social. Para cidades que não possuem o serviço, a orientação é entrar em contato diretamente com os quartéis da corporação.

As informações foram divulgadas pela assessoria de imprensa do Corpo de Bombeiros Militar de SC.

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS