segunda-feira, 6 dezembro 2021
InícioEconomiaProcon divulga resultado da pesquisa de preços da Páscoa

Procon divulga resultado da pesquisa de preços da Páscoa

produtos-Pascoa-ovo

Levantamento aponta variação de até 116,74% de um estabelecimento para outro.

Texto: Talita Catie 

O Procon de Blumenau divulgou nesta segunda-feira (23), o resultado da pesquisa de preços dos principais produtos da Páscoa. O levantamento foi realizado na semana passada em nove estabelecimentos comerciais da cidade. Ao todo, foram consultados os valores praticados por 118 itens, entre ovos de chocolate, caixas de bombons e barras de chocolate. O documento pode ser baixado clicando aqui.

De acordo com a pesquisa, a maior variação percentual de preço identificada foi o ovo Serenata de Amor ao Leite de 130g. O mesmo produto foi encontrado em um estabelecimento por R$ 11,95 e em outro por R$ 25,90. Uma diferença de 116,74%, correspondente a R$ 13,95. No ovo de páscoa prestigio também foi contatada uma variação expressiva nos valores. Segundo o levantamento, o mesmo produto pode ser encontrado em um supermercado por R$ 21,90 e em outro por R$ 39,99, uma diferença de R$ 18,09.

Entre as barras de chocolate a diferença pode chegar a 58,86%. Isso porque a barra Garoto ao leite de 150g pode ser comprada em um comércio por 2,99 e em outro por R$4,75. A maior variação percentual identificada entre as caixas de bombons foi de 32,76%, na caixa da marca Garoto, podendo ser encontrada por valores a partir de R$ 6,99 até R$ 8,79.

A pesquisa de Páscoa é tradicional em Blumenau e visa oferecer à comunidade um levantamento dos preços praticados nos principais comércios da cidade. Para o coordenador do Procon, Alexandre Caminha, este é um importante instrumento para garantir a economia das famílias. “Além de auxiliar os consumidores no momento da compra, nosso objetivo é mostrar a importância de uma boa pesquisa e de que como isso é possível reduzir aos gastos significativamente realizando este levantamento”, afirma.

via PMB

 

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS