sábado, 22 janeiro 2022
InícioGeralProblemas com o Transporte Coletivo? Fale direto com a Ouvidoria do Seterb!

Problemas com o Transporte Coletivo? Fale direto com a Ouvidoria do Seterb!

Ouvidoria-Seterb

 

A partir desta segunda-feira (7/03/16), a Ouvidoria do Seterb pode ser acionada por meio da Ouvidoria Geral da Prefeitura de Blumenau. Basta ligar no telefone 156 e discar o ramal 3. O atendimento ocorre de segunda a sexta-feira, no horário comercial,  das 8h às 12h e das 13h30min às 17h30min. Quem quiser ir pessoalmente, pode se dirigir no segundo piso da Rodoviária de Blumenau.

Outra forma é acessando a Ouvidoria Web, uma ferramenta online que pode ser acessada clicando aqui. Segundo Carlos Lange, Presidente do Seterb, muitos usuários preferem entrar em contato com a mídia antes de contatar o órgão responsável, para relatar os problemas com o transporte público.

“As pessoas ligam para um canal de televisão, em vez de entrarem em contato direto com o Seterb. Nesse caso, já poderia ser resolvida alguma situação com o reclamante, já que são os canais oficiais. Dessa forma o relato também iria ficar registrado o que facilita na hora de dar uma resposta. Tem muitas situações que simplesmente não sabemos e poderíamos estar cobrando direto da empresa. Fica um registro oficial”, comenta Lange.

Por meio da Ouvidoria do Seterb o cidadão pode esclarecer dúvidas, efetuar sugestões, elogios e reclamações desde assuntos do transporte coletivo, como, por exemplo, atrasos de linhas, descumprimento e incremento de horários, alteração e incremento de itinerários, pontos de ônibus, terminais urbanos, bem como da Guarda Municipal de Trânsito, Área Azul, entre outros.

Segundo o presidente da autarquia, assim que recebem a sugestão, ela é encaminhada para os setores competentes dentro do Seterb para ser avaliado e respondido. “Tem uma pessoa da equipe no operacional e outras duas para o atendimento. Se for por telefone, algumas vezes é possível resolver na hora, caso contrário a observação é encaminhada para o operacional depois dá o retorno. No momento que a reclamação é recebido, enviamos uma notificação à empresa do transporte público”, completa Lange.

Carlos lembra não é possível acompanhar in loco todos os problemas ao mesmo tempo. Mas se não houver o retorno, ele sugere que o reclamante entre novamente em contato com o Seterb através das linhas normais 3381-7022, para identificar a situação que não foi resolvida.

O presidente do Seterb enfatiza a importância de anotar o número do veículo e o horário que aconteceu o problema, quando o reclamante estava no ponto de ônibus ou terminal. “Assim podemos identificar a situação dentro da tabela de horários, de acordo com o registro de saída nos terminais. Fica muito melhor para auditar qual o veículo e motorista fazia a linha”, orienta.

“Nós iremos fazer avaliações semanais de tudo que aconteceu durante a semana para depois nos reunirmos com a empresa Piracicabana. No dia 28 de março, está marcada uma reunião com o ministério público, para apresentar nossa avaliação detalhada desse primeiro mês com a frota de 240 ônibus completa”, finaliza.

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS