segunda-feira, 26 julho 2021
InícioAnimaisPrefeito determina abertura de sindicância no Cepread após eutanásia

Prefeito determina abertura de sindicância no Cepread após eutanásia

 

O que aconteceu com a cadela Aline

No dia 14 de junho, quarta-feira, Fabiana Bonfanti escreveu um desabafo em seu perfil de Facebook:

Gente, estou arrasada. Acharam a Aline por volta das 16h e chamaram o Cepread.  Eles vieram resgatá-la.
Hoje pela manhã fui desesperadamente busca ela, passei a noite pensando se estava bem, se tinha comido, se estava quentinha. Ao chegar la a triste notícia.

Fizeram eutanásia, ontem mesmo. Me explicaram mil coisas, mas não consigo entender. Estou chocada, a ração que ela estava comendo custava 100 reais cinco quilos. Estava forte, saudável e feliz. Como assim fizer eutanásia??????
Estou chocada, triste e decepcionada com o ser humano.

 

A explicação oficial do CEPREAD

Em virtude de denúncia recebida por meio da Ouvidoria da Saúde na manhã desta terça-feira, dia 13, uma equipe do Centro de Prevenção e Recuperação de Animais (Cepread) deslocou-se até a Rua Bahia, onde encontrou urna cadela abandonada não identificada, sem mobilidade nos membros traseiros e com ferimentos de arrasto.

Após investigar a existência de proprietário, sem sucesso, a equipe encaminhou o animal para avaliação veterinários do Cepread, que constataram paraplegia irreversível, situação de sofrimento, exigência de tratamento exclusivo e necessidade de isolamento, devido ao risco de agressão por outros cães acolhidos no local.

Diante desse quadro, os técnicos da unidade deliberaram pela eutanásia da cadela para evitar o agravamento de suas condições, o que está respaldado pelo artigo 19, inciso II, do código de proteção e bem-estar animal de Blumenau. O Cepread ressalta que trata-se de decisão estritamente técnica e que esse procedimento é utilizado apenas em última instância.

 

 

Prefeito determina abertura de sindicância no Cepread

Diante da repercussão do caso da cachorra Aline, recolhida pelo Centro de Prevenção e Recuperação de Animais Domésticos (Cepread) na última terça-feira (13/6/17), o Prefeito Napoleão Bernardes convocou neste domingo (18), uma reunião para ouvir esclarecimentos técnicos do caso. Na presença do vice-prefeito Mário Hildebrandt, da secretária de Saúde, Maria Regina de Souza Soar, e de alguns membros do governo, o diretor do Cepread, Luís Carlos Kriewall, informou as circunstâncias e fatos que levaram ao procedimento de sacrificar o animal.

A equipe do Cepread seguiu protocolo validado pela lei Nº 1.489 (do Código do Bem Estar Animal, aprovado há pouco mais de um ano pela Câmara de Vereadores após ampla e longa discussão no legislativo) para realizar o procedimento na cachorra que estava em sofrimento, tendo sido consultada uma junta de veterinários. Para que se tenha total transparência dos acontecimentos e preocupado com a causa do bem estar animal, o prefeito determinou a abertura de sindicância interna para apurar as circunstâncias do ato médico veterinário.

Nesta segunda-feira, dia 19, haverá uma reunião extraordinária do Conselho Municipal do Bem Estar Animal (Combea), às 15h, na Escola Técnica de Saúde (Etsus), onde, por sugestão de Bernardes, os membros do Conselho discutirão a revisão do protocolo, se entenderem ser este o caminho. A reunião é aberta ao público. A Prefeitura de Blumenau, junto com a Diretoria de Bem Estar Animal, deve realizar uma campanha incentivando a população a identificar o seu animal de estimação e reforçando as práticas de adoção e guarda responsável.

Com informações de Marília Prado, da Prefeitura Municipal de Blumenau

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS