domingo, 5 dezembro 2021
InícioEconomiaPermanece em queda o índice de confiança do empresário catarinense

Permanece em queda o índice de confiança do empresário catarinense

falta_confiancaO índice de Confiança do Empresário do Comércio (ICEC) catarinense de fevereiro apresentou queda de 10,2% na comparação com janeiro de 2013, ficando na casa dos 113,9 pontos. O índice segue expressando otimismo dos empresários, principalmente em relação às expectativas de que a economia cresça no médio prazo.

A pesquisa aponta ainda que a percepção das condições atuais do empresário do comércio (ICAEC) também apresentou queda na comparação com o mês passado e com fevereiro de 2013. Na comparação anual caiu 7,7% e na mensal 11,5%.

Dentre os subíndices que compõem o ICAEC, todos apresentaram variações percentuais negativas, exceto o de Condições Atuais do Comércio (CAC) na comparação anual.

No subíndice de condições atuais da economia (CAE), a queda foi de 6,3%, passando de 84,2 pontos em fevereiro de 2013 para 78,9 pontos em fevereiro de 2014. Na comparação mensal a queda foi de 3,9%, explicada pela expectativa de baixo crescimento na economia brasileira e pela inflação persistente.

Para a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina (Fecomércio SC), no âmbito geral, a situação é de pessimismo, associado a pressões inflacionárias persistentes, à desaceleração do ritmo de vendas e à elevação dos juros. A percepção do empresário continua deteriorando-se, trazendo o índice para reduzido patamar atual.

Índice de expectativa e investimento caem

O índice de expectativa do empresário do comércio (IEEC), que vem segurando o ICEC em uma situação de otimismo, por sua vez, caiu 6,2% tanto na comparação mensal como na anual. Dos 153,8 pontos em janeiro, o índice foi para 144,2 pontos, o mais baixo da série história, indicando que a confiança do empresário do comércio nas possibilidades de vendas futuras ainda permanece positiva, mesmo que a cautela seja a palavra de ordem do comércio nos próximos meses.

O índice de investimento do empresário do comércio (IIEC) apresentou expressiva queda no mês (-14,3%). Passou de 125,6 pontos em janeiro para 107,7 pontos em fevereiro, o mais baixo da série histórica. Na comparação anual a queda foi de 4,6%.

“Este resultado decorre muito das difíceis condições atuais da economia, com alta dos juros e restrição ao crédito, mas indica que os empresários catarinenses, em função de sua expectativa de recuperação da economia, ainda mantêm uma percepção positiva em relação aos investimentos no setor”, explica o assessor econômico da Fecomércio, Mauricio Mulinari.

Para Federação, o momento atual da economia é de cautela. Mesmo que a situação atual seja ruim, ainda existe uma expectativa de melhoria no futuro. A persistente pressão inflacionária, o aumento dos juros, as restrições ao crédito e a redução das vendas e das receitas, contribuem para esse cenário, trazendo pessimismo para o comerciante de Santa Catarina.

Confira mais dados da pesquisa aqui.

via FECOMÉRCIO

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS