quarta-feira, 26 janeiro 2022
InícioEconomiaPaletas mexicanas e sorvetes fitness são a aposta da Zeuz

Paletas mexicanas e sorvetes fitness são a aposta da Zeuz

Um jovem empreendedor, praticante de fisiculturismo, estava buscando um negócio próprio. Vindo de uma família de empreendedores e trabalhando na empresa de seu pai, decidiu misturar fitness com negócios, partindo para algo diferente: sorvetes.

Mas não iguais aos que se encontra no mercado, esses colaboram para preservar a forma. O sabor é muito bom, parecido com os “normais”, mas um pouco diferente daqueles com açúcar.

 

Zeus-Vinicius-Buhaten
Foto: João Paulo Taumaturgo

 

Entrevistamos Vinicius Buhatem, diretor da Zeuz Fitness, uma empresa jovem que iniciou suas atividades no ano passado e apostou em um nicho de mercado.

OBlumenauense: O que lhe inspirou a criar uma linha de produtos de sorvetes voltada ao mercado fitness?

Vinicius Buhatem: Eu trabalhei com meu pai durante 5 anos, mas sempre quis ter meu próprio negócio. Meu avô e toda família sempre foram empreendedores. Faz uns 6 anos que estou envolvido com fitness, treinando e cuidando da alimentação. Nesse ano comecei a participar de competições de fisiculturismo.

Durante o dia, enquanto trabalhava com meu pai, conversávamos sobre o que eu gostaria de empreender. Em uma dessas ideias surgiu a alimentação fitness para colocar em pontos como supermercados ou postos de combustíveis. Assim teria uma opção naqueles dias em que está tudo fechado, como nos domingos, onde a pessoa é obrigada a fugir da dieta.

Foi aí que surgiu a ideia de desenvolver uma paleta mexicana no ramo fitness. Algo mais saudável, com proteínas; mas sem açúcar, gordura e nem glúten. Um produto para pessoas que queiram consumir pré ou pós treino. Ou simplesmente comer algo doce sem fugir da dieta.

OBlumenauense: Escolher o nome sempre é um processo difícil. Porque a escolha do nome Zeuz com “Z” no final?

Vinicius Buhatem: Veio da mitologia grega, onde Zeus é o deus do Olimpo, que tem a ver com Olimpíadas e esporte. Todas as estátuas mostram os deuses gregos com um corpo musculoso e sarado. Decidimos trocar o “S” pelo “Z” para dar um toque original.

OBlumenauense: Ele tem menos calorias que os sorvetes ou paletas mexicanas tradicionais?

Vinicius Buhatem: Na questão de calorias, é praticamente a mesma que uma paleta mexicana. A diferença é ser zero de gordura e açúcar, o que permite inclusive que sejam consumidos por diabéticos.

Picolé sabor pistache

OBlumenauense: Quanto tempo demorou esse processo de pesquisa do produto?

Vinicius Buhatem: Nós começamos a desenvolver o projeto em novembro de 2015, e quatro meses depois lançamos os produtos. Temos 6 sabores de paletas mexicanas, que são o chocolate preto, pistache, limonada suíça, banana, baunilha e avelã. Estamos iniciando a produção de sorvetes e hoje temos os sabores de flocos e baunilha. Nós temos uma nutricionista própria bem conhecida em Blumenau, a Andressa Wagner, que nos ajudou a desenvolver os produtos.

Durante cerca de três meses estávamos “patinando” com a proteína de uma suplementação. O produto tinha ficado saboroso, com uma tabela nutricional boa, mas não tinha a textura de uma paleta mexicana. Então conheci um engenheiro químico de alimentos que trabalhou 25 anos na Kimyto (empresa de sorvetes em Taió). Ele nos apresentou um fornecedor que tinha uma base com a proteína e resolveu esse último problema.

OBlumenauense: Quanto de proteína tem cada paleta?

Vinicius Buhatem: As paletas tem em média de 15g a 19g de proteínas. Para você ter uma ideia, uma barra de proteína que se compara a ela e é uma substituidora de refeição tem em torno de 18g e possui um nível de carboidrato e calorias mais elevado.

Nossa paleta pode substituir um shake pós treino, já que tem a mesma quantidade de carboidratos e proteínas, satisfazendo aquela vontade de comer um doce, mas sem culpa de engordar.

OBlumenauense: Então ela poderia substituir uma refeição?

Vinicius Buhatem: Ela até pode substituir, mas a um nível de carboidrato baixo. Tipo você está na correria do dia a dia, não quer comer um carboidrato, então a paleta é uma opção. E o melhor, pode consumir sem medo de engordar. Como diz nosso slogan “Mais energia, menos culpa”. Isso porque a caloria da paleta é de queima rápida, ou seja, fica pouca gordura no organismo. Eu por exemplo faço 7 refeições ao dia, a cada 3h, com média de 200g de carboidratos e 200g de proteína. Em vez de consumir isso tudo, poderia comer dois lanches do McDonalds. Qual dos dois vai engordar mais? Segundo nossa nutricionista, o corpo humano ingere 15g a 20g de proteínas, acima disso ele descarta.

OBlumenauense: A produção é própria ou terceirizada?

Vinicius Buhatem: Estávamos com maquinário próprio, que tinha capacidade de produzir 70 mil paletas mensais em um só turno. Mas isso no começo é muita coisa. Como não compensava manter maquinário e funcionários, acabei fechando parceria com uma empresa de Indaial para terceirizar a produção. Semana passada vendi o maquinário.

OBlumenauense: Como está sendo a comercialização dos produtos?

Vinicius Buhatem: Começamos a colocar os produtos no mercado em fevereiro, então nossa produção ainda é pequena. Pretendemos logo atingir a venda de 4 mil paletas por mês. Nós já temos alguns pontos de vendas em Blumenau. O preço sugerido de venda é de R$ 10.

Hoje você pode encontrar as paletas e sorvetes da Zeus na academia Crossfit Blumenau, na choperia do Parque Ramiro Ruediger, Blumen Ice, Madrugadão Lanches e no Giro Bike Café. Mas nosso maior foco serão as academias e as lojas de produtos naturais.

Claus Jensenhttp://www.oblumenauense.com.br
Trabalhei com publicidade há mais de 30 anos, fiz teatro durante 8, apresentei programa de televisão outros 5 e sou blogueiro desde 2007. Mas minha maior paixão é a família, e claro, essa fascinante Blumenau.

MAIS LIDAS