sexta-feira, 28 janeiro 2022
InícioGeralOperação Verão: Celesc reforça equipes e estrutura para alta temporada

Operação Verão: Celesc reforça equipes e estrutura para alta temporada

A capacidade de atendimento das equipes leves também será ampliada em todo estado. Serão 33 novas caminhonetes equipadas com cesto aéreo para atendimento emergencial e tração 4X4 de cabine dupla.

A Celesc preparou uma série de ações específicas para atender a alta da demanda no setor de energia elétrica por conta da temporada de verão em Santa Catarina, e assim garantir ainda mais confiabilidade ao sistema.

A organização da Operação Verão é feita ao longo do ano, e incluiu contratação de equipes de reforço, realocação de pessoal para áreas com mais movimento, além de aquisições de transformadores, torres e a ampliação da capacidade das subestações.

As ações integram a operação Verão Mais Seguro, força-tarefa lançada na manhã desta segunda-feira (20/12/21), em Florianópolis, pelo Governo de Santa Catarina. A mobilização envolve mais de 20 órgãos do Estado, entre os quais a Celesc, e conta com investimentos que superam os R$ 100 milhões.

A vinda de milhares de turistas para o litoral catarinense, somado ao número de habitantes das cidades, o crescimento abrupto do consumo provocado pelo uso intensivo de eletrodomésticos, refrigeradores, sistemas de climatização e a incidência 35% maior de temporais, ventanias e descargas atmosféricas no verão, criam um cenário sazonal desafiador para a companhia, que trabalha em três grandes frentes: reforço do sistema, manutenção preventiva e ampliação do número de equipes para atendimento de emergências.

O efetivo de trabalhadores para a Operação será de mais de 1200 profissionais, entre eletricistas e atendentes comerciais, para fazer frente às ocorrências em campo entre os meses de dezembro e março nas regiões do litoral.

Especificamente para a temporada 2021-2022, estão sendo contratadas, por meio da Operação Verão, mais 10 equipes com caminhões pesados que atuarão nas regiões de Florianópolis, Joinville, Itajaí e Tubarão. As regiões costumam concentrar o maior número de turistas, tendo as praias como principal destino. A frota também contempla 33 caminhonetes novas, com cesto aéreo para atendimento emergencial e tração 4X4 de cabine dupla, distribuídas para todos os Núcleos da Celesc. Além disso, a distribuidora também realizará a realocação de equipes leves para as regiões litorâneas, a fim de reforçar a capacidade de atendimento nesses locais.

Também com foco na operação verão, foram adquiridos dois novos transformadores móveis (subestações volantes) totalizando um acréscimo de 80 MVA, demanda suficiente para atender a população de municípios como de Porto Belo e Itapema somados, além de mais seis torres modulares para linhas de alta tensão, trazendo um maior dinamismo no restabelecimento da rede em caso de ocorrências na Alta Tensão.

O presidente da Celesc, Cleicio Poleto Martins, reforça que o trabalho para garantir a confiabilidade do sistema na alta temporada é realizado durante todo o ano, e recebe o impacto direto dos investimentos que vêm sendo feitos pela Companhia. Apenas em 2021, os investimentos da empresa em obras, melhorias, materiais e equipamentos, além de serviços, somam cerca de R$ 608 milhões. Desse total, estão sendo destinados aproximadamente R$ 225 milhões para a instalação de redes elétricas de média e baixa tensão, e R$ 185 milhões para melhorias no sistema elétrico de alta tensão (subestações e linhas de transmissão, com benefícios para o atendimento de todas as regiões do território catarinense).

Nos últimos três anos, foram construídas sete subestações, com uma ampliação de capacidade de 126,7 MVA. Também foram substituídos 2.500 quilômetros de cabos nus por cabos protegidos em linhas de alta tensão de 138 e 69 kV. A instalação de religadores trifásicos e monofásicos na rede distribuição e implementação de recursividade automática foram outras ações realizadas para melhorar o sistema. Os investimentos da distribuidora nos últimos três anos já somaram R$ 1,7 bilhão. E para 2022 foram aprovados R$ 1,067 bilhão em novos investimentos.

“A Celesc está preparada para garantir a segurança e a confiabilidade do sistema de energia elétrica para os catarinenses e para os turistas que vierem para o Estado durante a temporada de verão. Isso é reflexo, tanto das ações específicas, com a contratação de equipes e incremento de estrutura, por exemplo, quanto dos investimentos constantes feitos pela empresa, que se refletem numa melhoria da qualidade dos nossos serviços ao longo de todo o ano”, destaca Poleto.

Prevenção

Em 2021, os recursos para manutenção do sistema elétrico somam R$ 129 milhões e, deste total, R$ 20 milhões foram destinados à limpeza de faixa, poda e roçada de vegetação. Esse é um dos investimentos mais importantes para o verão, tendo em vista que a vegetação que alcança a rede elétrica em temporais é causa de 35% das ocorrências no sistema.

A rede elétrica também foi inspecionada com “termovisores”, equipamentos que permitem, por meio da análise da temperatura local, identificar preventivamente pontos de desgaste (em chaves, emendas e conexões), possibilitando a substituição de itens antes da falha. A inspeção foi realizada em 85% dos troncos de alimentadores que somam mais de 7,5 mil quilômetros de rede.

Campanha de Verão da Celesc estimula novos hábitos

Para alertar os consumidores sobre o uso consciente da energia, especialmente em meio à atual escassez hídrica que assola o Brasil, e estimular novos e melhores hábitos de consumo, a Celesc iniciou no último dia 4 de dezembro a Campanha de Verão 2021/2022, contendo dicas de economia de energia em seus canais oficiais de comunicação.

Com slogan “Economize energia, compartilhe essa ideia”, a campanha tem o tom de voz leve e bem-humorado. Os eletrodomésticos são os protagonistas dessa campanha: por meio de ilustrações educativas, eles indicam boas práticas domésticas para redução do gasto com eletricidade no final do mês de forma descomplicada e educativa.

Monitoramento em subestações recebe reforço

Nos últimos anos, a distribuidora tem investido em vigilância eletrônica e presencial , em alguns casos, com a presença de guardas particulares. A medida foi necessária devido ao aumento do número de furtos qualificados, principalmente nas subestações. Em 2020, foram mais de 1.800 ocorrências relacionadas ao furto qualificado em instalações da Celesc. Esse ano, até novembro de 2021, esse número já chegou a mais de 2.300 ocorrências nas mais diversas regiões do Estado.

Para combater esse tipo de crime, a Celesc solicitou o apoio da Polícia Civil. A instituição já determinou que sejam intensificadas as ações para o combate aos furtos e aos receptadores.

Entre as consequências estão o risco às instalações e à continuidade do fornecimento de energia elétrica, prejudicando a população catarinense de maneira geral, a produção dos diferentes setores (indústria, comércio e serviços), o funcionamento de hospitais, policlínicas e postos de saúde, escolas e creches, os órgãos públicos, a iluminação pública, entre outros pontos.

Transformadores Móveis (Subestações Volantes)

O transformador de potência é um dos equipamentos mais importantes do sistema de distribuição, sendo responsável por transferir energia elétrica ou potência elétrica de um circuito a outro. Em muitas situações, resultantes de contingências ou aumento de demanda por períodos pré-determinados, as redes de transmissão e distribuição não têm condições de realizar operações ou manobras, por estarem operando próximo ao limite de carregamento ou não terem condições de realizar obras de expansão, em função da relação entre a necessidade e o tempo de obra.

Nesses casos, são utilizados transformadores ou subestações móveis que possibilitam a minimização dos transtornos e corte de cargas, decorrentes das condições impostas anteriormente.

Aquisição de dois novos transformadores móveis (subestações volantes),totalizando um acréscimo de 80 MVA, demanda suficiente para atender a população de municípios como de Porto Belo e Itapema somados.

Com essas duas aquisições a Celesc soma o total de 14 Subestações Moveis aptas para entrar em operação sempre que o Sistema Elétrico demandar, trazendo agilidade e dinamismo na recomposição da rede de Distribuição no caso de contingências.

Fonte: Celesc

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS