quinta-feira, 13 maio 2021
Início Animais Operação que combate o tráfico ilegal de animais silvestres teve ação em...

Operação que combate o tráfico ilegal de animais silvestres teve ação em Blumenau

 

 

 

 

Na manhã desta segunda-feira (23/11/20) foi deflagrada a Operação Bioma, para combater crimes contra a fauna brasileira. A ação foi realizada pela Polícia Civil, através da Delegacia de Repressão a Crimes Ambientais da DEIC (DRCA/DEIC).

Em Blumenau foi cumprido um mandado de busca e apreensão no bairro Glória, onde foram encontradas cerca de 40 pássaros de diferentes espécimes, além de redes e objetos utilizados na captura dos animais. O responsável por mantê-los em cativeiro não tinha a devida licença e responderá um termo circunstanciado por crime previsto na Lei nº 9.605/1998, de Proteção ao Meio Ambiente. Além disso, também poderá responder por integrar organização criminosa.

Uma quadrilha está sendo investigada pelo tráfico de animais silvestres, que são retirados de seu habitat natural para abastecer e sustentar o comércio ilegal. Foram cumpridos 25 mandados de busca e apreensão e quatro prisões temporárias em Santa Catarina, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Os alvos são comerciantes irregulares, intermediadores, caçadores, fomentadores do tráfico animal e encarregados de falsificar anilhas e documentação. As diligências estão ocorrendo simultaneamente em 15 cidades. Aqui em Santa Catarina, elas acontecem em Blumenau, Itajaí, Itapema, Penha, Biguaçú, Antônio Carlos, Tijucas, Balneário Camboriú, Joinville, Timbó e Guabiruba.

No Rio Grande do Sul, são as cidades de Arroio Grande e Rio Grande; enquanto em São Paulo, nos municípios de São Paulo e Osasco.

TRÁFICO E COMÉRCIO ILEGAL DE ANIMAIS

Trata-se de um mercado altamente prejudicial à fauna brasileira, que movimenta grandes valores e atrai aqueles que pagam caro para ter animais e aves raras. Esse tipo de crime perde apenas para a movimentação financeira do tráfico de drogas e de armas.

Animais de várias espécies, principalmente aves, alimentam o mercado ilícito de animais silvestres, que vêm de diversos estados, além dos capturados em Santa Catarina. Os criminosos usam documentos e anilhas falsas para dar uma aparência de licitude à atividade comercial.

Além da captura ilegal, dos maus tratos e mortalidade durante o transporte, da comercialização por preços altos, das fraudes contra compradores, esse mercado traz um grande prejuízo ao meio ambiente. A retirada deles de seus habitats naturais e a manutenção em ambiente doméstico, gera desequilíbrios aos ecossistemas de origem.

Também são comuns os casos de quem adquire os animais e depois abandona em meio ambiente inadequado. Devido à dificuldade no trato e adaptação ao novo meio, gera um novo problema ambiental e ainda mais sofrimento aos animais.

Durante a operação, a Polícia Civil de Santa Catarina teve apoio das polícias civis de São Paulo e do Rio Grande do Sul, além do Instituto do Meio Ambiente de SC (IMA) e do IBAMA. Os envolvidos poderão responder por crimes de associação criminosa, maus tratos a animais, caça de espécies da fauna silvestre, falsidade documental entre outros delitos.

Denúncias sobre tráfico de animais podem ser feitas por meio do número 181, da Polícia Civil.

 

 

Avatar
O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS