sexta-feira, 30 julho 2021
InícioObrasObras do prolongamento da Via Expressa devem ser retomadas nas próximas semanas

Obras do prolongamento da Via Expressa devem ser retomadas nas próximas semanas

A ordem de serviço foi assinada nesta sexta-feira (16/07) em Blumenau com a presença do governador Carlos Moisés.

Se formos levar em conta a assinatura da ordem de serviço assinada nesta sexta-feira (16/07/21) estão garantidos mais três quilômetros da obra de prolongamento da Via Expressa, ou nesse caso, da SC-108.

Com as assinaturas do governador de Santa Catarina, Carlos Moisés, e do secretário de Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Vieira, que estiveram em Blumenau, a empresa Cetenco poderá começar os trabalhos.  A expectativa é que em duas semanas as máquinas já estejam operando, e em 18 meses, o prolongamento possa ser concluído.

A cerimônia aconteceu no auditório do Centro Empresarial de Blumenau, com a presença de autoridades locais e regionais. As obras foram paradas em 2017, e desde então, sobraram promessas de retomada, mas precisou chegar ao ano pré-eleitoral para as coisas saírem do papel.

A empresa anterior, teria concordado em devolver os cerca de R$ 13,2 milhões já pagos sem a conclusão. O valor será descontado de forma gradativa, de acordo com o que o governo terá que pagar pelas próximas etapas da obra que contempla um trecho total de 15,6 quilômetros, até a subida da serra da Vila Itoupava.

Carlos Moisés esteve na Furb e escreveu em seu perfil: “Estive hoje na Furb, em Blumenau, uma das universidades que distribuem bolsas de estudo pelo Uniedu.  Conhecemos a bolsista Marlise dos Santos, 60 anos, acadêmica de Teatro, um exemplo de luta e superação, assim como o de muitos outros estudantes que estão tendo suas vidas transformadas através do acesso ao ensino superior. Resultado dos investimentos recordes no Uniedu, que neste ano, podem chegar a R$ 467 milhões, superando os R$ 264 milhões do ano passado e os R$ 185 milhões de 2019. Em 2018, foram investidos R$ 96 milhões“.

 

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS