domingo, 16 janeiro 2022
InícioAnimaisO que erramos quando vamos ao veterinário!

O que erramos quando vamos ao veterinário!

 

Por Susane Bohmann | Médica Veterinária

Uma coisa muito comum para qualquer médico é encontrar pessoas que querem contar todos os detalhes do seu caso, mas não dão ouvidos no momento da prescrição e das orientações pelo médico recomendadas. Há um estudo que alega que a maioria dos casos em que o tratamento não é efetivo, é por conta do erro de conduta do paciente/tutor e que uma das formas de mudar isso segundo o texto, seria através da explicação mais detalhada de tudo que deverá ser feito e o porquê é importante.

Quando li este texto, ainda era estudante e já incorporei tal conduta no meu perfil profissional, afinal, eu quero ver meus pacientes bem, o sucesso dos casos é importante para qualquer médico veterinário.

O que observamos na rotina então? Com raríssimas exceções, a maioria esmagadora das pessoas não presta atenção na explicação do problema, na conduta escolhida, no porque do medicamento e na forma correta de medicar. Mesmo falando e escrevendo na receita a dose e o horário, são raras as pessoas que conferem se a medicação está sendo dada de forma correta.

É necessária a reflexão deste ponto por parte dos tutores, uma vez que eles são parte do tratamento. Responsabilizar apenas o veterinário por todas as falhas é no mínimo, injusto. Muitas situações absurdas acontecem não por falta de orientação, mas por falta de comprometimento. Vamos ouvir mais e falar menos, confie no profissional que está diante de você e faça sua parte com carinho.

 

* Susane Bohmann (CRMV – SC 7779) é médica veterinária formada no Instituto Federal Catarinense (campus Araquari) e Pós-Graduanda em Oftalmologia Veterinária pela ANCLIVEPA (SP). Ela atende na Argos Clínica Veterinária, localizada na Rua Gustavo Zimmermann, nº 5.311, bairro Itoupava Central.

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS