domingo, 9 maio 2021
Início Economia O maior transformador da WEG foi produzido em Blumenau e irá para...

O maior transformador da WEG foi produzido em Blumenau e irá para a África

No total são duas máquinas que pesam 348 toneladas cada, potência de 500.000 kVA, na classe de tensão 400.000 V.

Foi produzido na Unidade Fabril de Blumenau, o maior transformador já fabricado pela gigante WEG, que tem sua sede em Jaraguá do Sul. No total são duas máquinas que pesam 348 toneladas cada e serão incorporados ao sistema elétrico de transmissão de energia no sul do Continente Africano.

Os transformadores tem potência de 500.000 kVA, na classe de tensão 400.000 V. A primeira unidade será embarcada no início de abril deste ano e, a segunda, em maio, antecipadamente aos prazos contratuais acordados, cuja complexa logística de transporte até o destino final é estimada em 60 dias.

Segundo a WEG, os equipamentos irão conferir mais robustez, flexibilidade e confiabilidade no fornecimento de energia, contribuindo diretamente para o desenvolvimento da economia local. A empresa também destaca a urgência necessária para ajudar a flexibilizar e aliviar a atual escassez de energia na região, complementando a etapa de investimentos emergenciais em curso para geração de energia complementar.

O grupo catarinense tem duas fábricas de transformadores em Johanesburgo, na África do Sul que suprem o mercado local produzindo transformadores com classe de tensão até 145 kV. “A WEG reforça sua posição no mercado local com a entrega pontual destes transformadores de 500 MVA, necessários para amenizar a escassez de energia vivida na região. O trabalho realizado, envolvendo participação da nossa equipe da África do Sul, reafirma o compromisso da WEG com o desenvolvimento de nossos colaboradores e transferência de competências, e consequentemente com o desenvolvimento do país” afirma Jan-Frederik Viljoen, principal executivo WEG das unidades de transformadores na África do Sul.

A novidade foi divulgada no site da empresa na sexta-feira (9/03/21).

Avatar
O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS