Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Música e dicas de dança em vídeos disponibilizados por universidade de Blumenau

 

 

 

 

A Divisão de Cultura da Universidade Regional de Blumenau (FURB) reuniu 20 vídeos com peças musicais executadas por acadêmicos e por Roberto Rossbach, Maestro e Coordenador da Orquestra da instituição. Há vários grupos artístico-culturais mantidos pela Universidade, compostos por acadêmicos de diferentes cursos, profissionais e interessados em suas respectivas áreas.

É a oportunidade de ouvir boa música em tempos de isolamento social e ter dicas para dançar na sua própria casa. A ideia surgiu de um diálogo entre o vice-reitor prof. João Gurgel, a servidora Leide Liz (Divisão de Cultura) e a prof. Rozenei Cabral, coordenadora Centro de Ciências da Educação, Artes e Letras Direção (CCEAL).

As peças musicais tem obras de compositores Johann Sebastian Bach, Amadeus Mozart , Franz Peter Schubert; mas também Let it Be dos Beatlhes. Para quem gosta de mexer o corpo tem dicas de danças espanhola e cigana, além de rua. As apresentações são rápidas, a maioria tem em média 1 minuto e 10 segundos.

A iniciativa de um lado mostra a produção de professores e alunos dos projetos de extensão, de outro leva música, teatro, dança, pintura, entre outros, a quem está em casa. De acordo com Ruan Rosa, da Divisão de Cultura da FURB, “há grandes riscos de sofrimento, conflitos, depressão, entre outras situações que fazem parte de um cenário para o qual ninguém estava preparado. E não podemos esquecer das pessoas que moram sozinhas. Consideramos que nesse momento, a cultura e a arte são poderosos remédios para contornar a angústia gerada nessa situação”.

A iniciativa foi colocada em formato de playlist que reproduz a sequência dos vídeos. “A princípio, as contribuições (para a playlist) foram solicitadas aos integrantes dos grupos de cultura da universidade, e alguns acadêmicos dos cursos de artes. Não só para veicular a imagem da universidade na comunidade, mas para gerar afetos, fruição, trocas e diálogos, auxiliando nesta reflexão coletiva que passamos. A pandemia não é somente um vírus; é uma doença social em uma escala que nunca vivemos nessa geração. Teremos que nos reinventar”, encerrou Ruan Rosa.

Clique e curta os 20 vídeos:

 

Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

Posts relacionados

Top