Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Mulheres sofrem ameaças após o fim de seus relacionamentos em Pomerode (SC)

 

 

 

 

Nesta sexta-feira (10/07/20) foram registradas duas graves ocorrências de ameaças à mulheres que terminaram seus relacionamentos em Pomerode (SC). As informações foram divulgadas pela Polícia Militar baseadas no relato das vítimas.

A primeira ocorrência foi atendida pela PM por volta das 10h40 no bairro Wundervald, onde a vítima foi uma mulher de 21 anos. Ela disse à guarnição que tudo começou quando revelou ao companheiro que queria terminar o relacionamento de quase dois anos. A partir desse momento, o homem de 25 anos enfureceu, desceu com uma mala e uma garrafa de álcool em gel para o pátio do prédio onde ela mora, e ameaçou atear fogo em suas roupas.

Com medo do comportamento dele, a mulher saiu do apartamento e se abrigou no da vizinha. Ao perceber, o homem tentou invadir o imóvel alegando que queria falar com ela, mas foi impedido pelos vizinhos que acionaram a Polícia Militar. O casal foi conduzido à delegacia da Polícia Civil para os encaminhamentos legais relativos a Lei Maria da Penha.

No final da tarde, por volta das 17h, a Polícia Militar foi acionada para atender uma ocorrência no bairro Ribeirão Herdt. A vítima de 30 anos disse à guarnição, que seu ex-companheiro, de 32, esteve na residência para ver a filha do casal que está sob a guarda da mãe. A criança, ao ser questionada se queria ver o pai, teria dito que não.

Neste momento o homem pegou um pedaço de caibro e tentou agredir a ex-mulher. Em seguida começou a ameaçá-la de agressões com socos e chutes, além de pauladas. Logo depois teria usado uma pedra para quebrar a motocicleta que é propriedade de ambos, mas estava com ela, e ainda não tinha sido dividido entre o casal na separação.

Quando os policiais chegaram, o homem já não estava mais lá. Por isso foi registrado um boletim de ocorrências e orientada a vítima quanto aos procedimentos legais.

Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

Posts relacionados

Top