sexta-feira, 21 janeiro 2022
InícioGeralMotoristas de aplicativo fazem carreata até o cemitério da Rua Bahia, em...

Motoristas de aplicativo fazem carreata até o cemitério da Rua Bahia, em homenagem a Jonathan

 

Por Claus Jensen, com fotos de Monica Jensen

Quase cinquenta motoristas do aplicativo Uber se reuniram ao lado do Fórum de Blumenau durante o meio-dia desta quarta-feira (5/09/18), para uma carreata em homenagem a Jonathan Pierre Zavaglio. O motorista de 27 anos morreu nesta terça-feira (4) em um grave acidente envolvendo três veículos. O Nissan Versa que ele conduzia foi atingido por um caminhão que destruiu totalmente o lado do condutor.

 

 

O encontro foi organizado através do WhatsApp, e o motorista  João Alves, mais conhecido pelo apelido de Gil, representou o grupo. “É o mínimo que deveríamos fazer pelo Jonathan. O maior problema do trânsito hoje é a impaciência dos motoristas, está todo mundo com pressa. As autoridades fazem a parte deles fiscalizando, colocando redutores de velocidade, mas até quando você para na frente de uma faixa de pedestres, tem quem buzine. Eu dou sinal de alerta no carro, mas nem precisaria, porque o Código Brasileiro de Trânsito já estabelece isso. Mesmo quando você é gentil e dá a vez para outro motorista, há que reclame”, desabafa Gil.

A carreata segue pelas ruas João Pessoa, Paraíba, São Paulo, Tocantins, Avenida Martin Luther, novamente rua São Paulo, até na Bahia, onde Jonathan foi sepultado. Na entrada principal do Cemitério Municipal da Rua Bahia, os motoristas se enfileiraram para aguardar a chegada do carro fúnebre, mas ele acabou entrando por trás. Eles prestaram a última homenagem com uma salva de palmas.

 

 

Motoristas de Uber no fundo

 

Quem entra no perfil de Jonathan no Facebook, fica emocionado com o depoimento onde ele comemora a alegria de ter um filho, o ainda bebê Henry. O culpado desse acidente, tirou a chance da criança conviver com seu pai e todos os momentos felizes que viriam.

“Quando se tem um filho, você aprende uma coisa maravilhosa; amor é você colocar as necessidades de alguém à frente das suas. 
Com a chegada do Henry, aprendi o significado disso na prática, tudo o que faço é em prol desse ser humano, e o meu coração bate no peito dele. Ser pai transformou a minha maneira de ver o mundo, antes era tudo por mim e para mim, hoje minha maior missão é fazer do mundo um lugar melhor. Ser pai me ensinou uma coisa muito poderosa, quando você faz algo por alguém, faz com muito mais intensidade. Ser pai é uma das missões mais incríveis que o homem pode ter, pois Deus é Pai! Obrigado Senhor, por ter um filho INCRÍVEL, e ter um dos maiores privilégios desse mundo que é ser pai.
 Obrigado, por me fazer entender que a vida que vale a pena ser vivida é uma vida dedica ao outro, pois a verdadeira felicidade é você ver o sorriso no rosto daquele que se ama”.

Jonathan Pierre Zavaglio

 

Motoristas aguardavam na entrada principal do cemitério, mas o carro fúnebre chegou ao cemitério pela entrada dos fundos.

 

Claus Jensenhttp://www.oblumenauense.com.br
Trabalhei com publicidade há mais de 30 anos, fiz teatro durante 8, apresentei programa de televisão outros 5 e sou blogueiro desde 2007. Mas minha maior paixão é a família, e claro, essa fascinante Blumenau.

MAIS LIDAS