sábado, 4 dezembro 2021
InícioManifestaçãoMotoboys de Blumenau irão aderir a paralisação nacional neste sábado (30/10)

Motoboys de Blumenau irão aderir a paralisação nacional neste sábado (30/10)

Eles pedem melhores condições de trabalho junto às operadoras de aplicativos. Existem aproximadamente 500 profissionais desta categoria na cidade.

Em Blumenau existem aproximadamente 500 motoboys entregadores. Desse total, apenas 150 estão vinculados a empresas de operação logística. Os demais operam na “nuvem”, isto é, diretamente nos aplicativos de entrega.

As condições insatisfatórias de trabalho destes profissionais, que foram tão importantes nos momentos críticos da pandemia, motivou aderirem ao movimento nacional “Breque dos APPs”. A decisão foi tomada em uma assembleia realizada pelos motoboys entregadores nesta semana e pode paralisar as atividades até que as empresas responsáveis pelos aplicativos aceitem negociar as reivindicações da categoria.

A concentração será no Farol Lanches às 10h deste sábado (30/10/21). Por volta das 11h, os motociclistas iniciam uma motociata que passará na frente dos shoppings Neumarkt e Park Europeu. Eles levarão faixas para conscientizar e tentar convencer outros entregadores a aderirem ao movimento.

Até às 14h eles devem retornar ao Farol Lanches, de onde partirão mais tarde para outra motociata pela cidade. O objetivo é chamar a atenção da comunidade. As principais reivindicações do movimento são:

  • Fim de bloqueios indevidos dos aplicativos, sem justificativa e sem direito a defesa;
  • Aumento do valor mínimo do frete;
  • Promoções deverão ser válidas em todo o perímetro de entregas;
  • Fim das coletas múltiplas;
  • Uso de código de confirmação em todas as entregas;
  • Diminuir tempo de espera das entregas para 15 minutos. Excedendo este tempo aumento de 50% do valor da taxa e acima de 30 minutos pagamento de 100% da taxa;
  • Garantia de direitos e benefícios para entregadores vinculados às OLs (Operadores de Logística), empresas contratadas pelos aplicativos para administrar grupos de entregadores.
O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS