terça-feira, 30 novembro 2021
InícioDestaqueMoradores da Vila Itoupava interrompem o tráfego da SC-108 nesta sexta-feira

Moradores da Vila Itoupava interrompem o tráfego da SC-108 nesta sexta-feira

A única coisa que estraga a beleza do distrito da Vila Itoupava é o que tem acontecido na rodovia SC-108. Nas últimas semanas foi o cenário de vários acidentes, onde alguns poderiam ser evitados caso a lombada eletrônica estivesse funcionando. Não é a toa que 50m  adiante venha a “curva da morte”, apelido que combina com as cruzes espalhadas no acostamento da rodovia.

Eram por volta de 18h15min desta sexta-feira quando a comunidade iniciou o protesto contra os inúmeros acidentes com mortes que estão acontecendo na rodovia SC-108. Eles seguravam faixas como “Aqui eles correm, aqui eles matam, aqui eles morrem”, “Cadê o ministério público” e “Mais uma promessa não cumprida”. Em frente, uma criança segurava um pequeno caixão.

Autoridades foram convidadas para participar ou pelo menos mandar um representante. Apenas o vereador Jens Manthau (PSDB), que é morador da Itoupava Central esteve presente. Com o apoio da Polícia Militar e Rodoviária, eles pararam o tráfego por quase uma hora.

Protesto Vila Itoupava dez2013k

Protesto Vila Itoupava dez2013l

Protesto Vila Itoupava dez2013j

Protesto-Vila-Itoupava-dez2013n

A Polícia Militar esteve presente garantindo a tranquilidade do protesto.

Protesto Vila Itoupava dez2013a

Aldo Pahl  é integrante do Conselho de Desenvolvimento da Vila Itoupava e organizou este protesto, que teve a participação de aproximadamente 200 moradores. Ele comentou para O Blumenauense:

No último mês, 5 pessoas morreram entre o trajeto da serra da Vila Itoupava até o município de Massaranduba. Mas a pior parte é do trevo da Vila até a conhecida entrada para o município de Luis Alves. No último acidente, houveram 3 mortes que poderiam ser evitadas caso a lombada eletrônica estivesse ligada. Um dos veículos vinha com 2 pessoas, que morreram, assim como uma pessoa do outro carro.

A lombada está pronta, foi ativada durante 2 meses e depois simplesmente desativaram. Se não quiserem ligar a que está pronta, pelo menos construam lombadas físicas e coloquem sinalização. Nós precisamos dar um basta nisso, porque nossos amigos e familiares passam todo dia aqui. O ônibus que foi atingido por um caminhão, em que os dois caíram na ribanceira com 25m no dia 3 de dezembro poderia ser muito pior. Imagine se fosse um ônibus escolar.

Então o objetivo deste protesto é pedir que os deputados, vereadores e autoridades que se mobilizem para ativar imediatamente a lombada, coloquem sinalização e redutores de velocidade antes que aconteça um acidente pior. – finaliza Aldo Pahl.

Protesto-Vila-Itoupava-dez2013o

A lombada eletrônica foi ativada durante 2 meses e depois simplesmente desativaram.  Porque se gastou dinheiro na aquisição de algo que não é usado? Se ela faz toda a diferença, porque se desativa?

Protesto-Vila-Itoupava-dez2013v

Trecho logo após o trevo da Vila Itoupava onde morreram 3 pessoas após a colisão de 2 carros.

Protesto-Vila-Itoupava-dez2013z

Protesto Vila Itoupava dez2013b

Protesto Vila Itoupava dez2013c

Protesto-Vila-Itoupava-dez2013c2

Protesto-Vila-Itoupava-dez2013a1

Protesto-Vila-Itoupava-dez2013z1

Protesto-Vila-Itoupava-dez2013p

Protesto-Vila-Itoupava-dez2013e

Protesto-Vila-Itoupava-dez2013q

Protesto Vila Itoupava dez2013f

Protesto-Vila-Itoupava-dez2013r1

Protesto Vila Itoupava dez2013h

Protesto-Vila-Itoupava-dez2013w

Protesto Vila Itoupava dez2013g

A fila em função do protesto já estava enorme. Muitos motoristas saíram do carro esperando o término. Mas quantas vezes não tiveram que esperar enquanto bombeiros, SAMU e polícia rodoviária socorriam as vítimas e de veículos que obstruíam a rodovia por causa de acidentes?

Protesto-Vila-Itoupava-dez2013s

Logo após o protesto, a rodovia foi liberada.

Protesto-Vila-Itoupava-dez2013t

Texto: Claus Jensen | Fotos: Daniela Hein, Marlise C. Jensen e Nikolas Jensen

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS