quarta-feira, 12 maio 2021
Início Geral Microexplosão com rajadas de ventos de 130 km/h causa prejuízos em São...

Microexplosão com rajadas de ventos de 130 km/h causa prejuízos em São Miguel do Oeste (SC)

 

 

 

Uma forte tempestade atingiu a região de São Miguel do Oeste por volta das 13h desta quinta-feira (30/05/19), com rajadas de vento de 130 km/h. Esse temporal e a chuva que atinge todo o Estado, estão associados a formação de um sistema de baixa pressão em superfície, à corrente de jato superior e convergência em baixos níveis da atmosfera.

O elevado aporte de umidade do ar em SC favoreceu a formação de nuvens de tempestade severa, denominadas de supercélula, que podem originar fenômenos como tornado ou microexplosão.

Pela avaliação preliminar das imagens de radar e dos danos provocados na localidade de São Miguel do Oeste (foto em anexo), os meteorologistas da Epagri/Ciram definiram o fenômeno como uma microexplosão.

Microexplosões ou tornados estão associados a rajadas de ventos intensos com danos significativos, como corte de árvores e arremesso de objetos. São fenômenos que em poucos minutos se intensificam e se desfazem, causando grandes estragos e atingindo uma área muito restrita, como bairros dentro de um município.

 

 

Enquanto o tornado apresenta ventos extremamente fortes em forma de redemoinho (nuvem funil), na microexplosão os ventos intensos deslocam-se da nuvem em direção ao solo em linha reta, em um corredor de vento (sem redemoinho). Dessa forma, os estragos em uma área de vegetação serão bem diferenciados, o que permite uma caracterização do fenômeno.

O Corpo de Bombeiros de São Miguel do Oeste chegou a receber mais de 140 ligações e cerca de 80 pessoas foram ao quartel buscar lonas em função dos destelhamentos. O prejuízos na cidade foram muito grandes atingindo casas, unidades de saúde, sete creches e escolas.

Uma avenida ficou cheia de árvores caídas e até um avião foi atingido pela queda do hangar no aeroporto Hélio Wasun. O parque de Exposições Rineu Gransotto, também acabou sofrendo com a tempestade.

Árvores na pista da SC-492 interromperam o acesso do município à Bandeirante (SC). O ginásio de esportes da linha Grápia , em Paraíso (SC), foi totalmente destelhado.

Em Xanxerê, um barranco deslizou na SC 155, na linha Faxinal do Irani, onde a água e lama atingiram uma casa nas proximidades. Felizmente não houve vítimas, apenas danos materiais.

No quilômetro 92 da SC-157, em Cordilheira Alta, houve uma queda de barreira deixando o trânsito em meia pista até o final da manhã, quando foi realizada a desobstrução.

Em Seara, onde choveu 62 milímetros em seis horas, e Concórdia, onde choveu 46 milímetros no mesmo período, também foram registrados alguns pontos de alagamentos.

Em Peritiba um deslizamento interditou parcialmente a rodovia SC 390 e a prefeitura está trabalhando para liberar o local.

 

 

Avatar
O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS