segunda-feira, 6 dezembro 2021
InícioCulturaMercado audiovisual de Blumenau é discutido na Fundação Cultural

Mercado audiovisual de Blumenau é discutido na Fundação Cultural

Fundacao-Cultural-Blumenau_01
Foto: Luciano Bernz

O panorama do mercado brasileiro mudou após a lei que permitiu a entrada das empresas de telefonia no mercado de TV por assinatura e também abriu um espaço de 3,5 horas semanais para produções nacionais. O resultado foi um aumento de 1606 minutos em 2010 para 3884 em 2013, um crescimento de 385%.

Um dos reflexos em Santa Catarina foi o crescimento do número de membros da Associação Brasileira de Produtores Independentes de TV (ABPITV). Eram 130 produtores em 2011 e hoje são 445, e sete deles são de Santa Catarina. Outros números do cenário do setor audiovisual brasileiro e ações importantes para movimentar esse mercado na cidade foram assuntos discutidos em um encontro nessa segunda-feira (15/9), às 15h, em Blumenau. A reunião com produtores, diretores e roteiristas foi na sala 30, da Fundação Cultural.

“Os objetivos foram, conhecer quem está produzindo ou entrando no setor, levantar as necessidades, falar de eventos e elencar ações importantes para as áreas que estão sendo trabalhadas. Também foram convidadas algumas agências que quisessem conhecer dados do mercado. Afinal ‘branding content’ e ‘product placement’ são possibilidades de dinheiro de marcas ou produtos para as produções independentes e podemos trabalhar em conjunto para alavancar novos programas ou filmes”, relata a representante da ABPITV em Santa Catarina e gerente executiva da Belli Studio, Aline Muxfeldt Belli.

Texto: Camile Magalhães

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS