quarta-feira, 8 dezembro 2021
InícioGeralMais de 4,7 mil imóveis sem energia na regional, onde 1,6 mil...

Mais de 4,7 mil imóveis sem energia na regional, onde 1,6 mil foram em Blumenau

Os reflexos do temporal de quinta-feira (20/12/18) ainda puderam ser sentidos nesta manhã de sexta (21). Às 8h39min mais de 4.735 unidades consumidoras estavam sem energia elétrica na regional de Blumenau, que inclui várias cidades do Vale do Itajaí.

Todos estão classificados em “Interrupções acidentais”, causados em função do temporal de ontem a noite. Os fortes ventos causaram a queda de vegetação na fiação em 83 pontos de toda regional.

As cidades mais atingidas foram Blumenau com 1.554 imóveis, depois Botuverá (785), Rio Dos Cedros (782) e Timbó (492). Nesta última houve quedas de árvores, como mostra a imagem do Portal Misturebas.

 

Timbó | Foto: Portal Misturebas

 

Aqui em Blumenau, o bairros mais afetado pela falta de energia é o Fortaleza, onde havia 1.407 imóveis sem luz. Em seguida vem os bairros Itoupava Central (100), Vila Itoupava (93), Fortaleza Alta (53) e Salto do Norte (42). Apesar de não aparecer no sistema online da Celesc, há regiões na Rua Antônio Treis (Vorstadt), Morro do Concórdia, Badenfurt, entre outras.

Os bombeiros foram acionados para várias quedas de árvores na noite de ontem (20). Duas caíram em vias públicas, como foi o caso das ruas Divinópolis (Velha) e Fritz Koegler (Fortaleza – nº 250). Outras duas sobre residências, uma no final da Rua João Bernardo Seibt (Velha) e outra na Rua Alfonso Reiter (Tribess).

Viaturas leves da Celesc fazem um levantamento em locais onde dois profissionais não pode resolver o problema. Depois uma equipe maior, com cerca de 7 pessoas, e um caminhão, retira a vegetação, faz o conserto e restabelece o abastecimento.

– Blumenau – 1.554
– Botuverá – 785
– Rio Dos Cedros – 782
– Timbó – 492
– Apiúna – 381
– Luiz Alves – 356
– Gaspar – 290
– Massaranduba – 140
– Brusque – 48
– Ascurra – 34
– Benedito Novo – 22
– Rodeio – 11
– Pomerode – 8
– Indaial – 1

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS