quarta-feira, 20 outubro 2021
InícioEconomia"Mãe Amor" presta assistência a crianças de 0 a 36 meses

“Mãe Amor” presta assistência a crianças de 0 a 36 meses

Mae-Amor_Brandili_02

Texto: Camila Tibes

APIÚNA/BLUMENAU (SC) – Em 2007, a secretária executiva Juçara Vendramim teve sua primeira filha. Naquele período, ficou quatro meses em casa cuidando do bebê. Já em 2012, ela se dedicou totalmente ao segundo filho por sete meses, pois uniu um mês de férias com a licença-maternidade estendida, programa que tinha sido recém-adotado pela empresa em que trabalha. “Quando engravidei pela segunda vez e soube que a Brandili tinha aumentado o período para ficarmos em casa com o bebê fiquei muito feliz. Com isso, consegui estar mais presente nos primeiros meses de vida do meu filho. Foi tudo mais proveitoso e fácil, até mesmo a adaptação dele na creche quando precisei voltar, pois ele já estava maior”, comenta Juçara.

Mae-Amor_Brandili_01

A licença-maternidade estendida é um dos benefícios voltados para as mais de 530 mulheres que trabalham na Brandili atualmente. Na volta ao trabalho, a colaboradora ainda conta com auxílio creche ou babá até os três anos, ambos repassados na folha de pagamento.

A parceria com as creches também permite que uma semana antes do retorno ao trabalho, as mães comecem a fase de adaptação com as crianças no local de maneira escalonada. “Quando temos um filho, a despesa no orçamento fica mais pesada, criança precisa de cuidados especiais. Utilizei esse benefício com os meus dois filhos e, assim, o valor que eu gastaria na creche direcionei para outras necessidades, conseguindo dar mais qualidade de vida para os meus pequenos”, explica Juçara.

As mulheres hoje representam 46% do número total de funcionários da Brandili. Destas, 315 são mães, com uma média de dois filhos cada; 14 são gestantes e 13 estão em licença-maternidade. Com o programa “Mãe Amor”, criado em 2014, a empresa passa a oferecer um pacote completo de ações voltadas para melhor atender as colaboradoras desde a gestação até os três anos de idade da criança. Atualmente, 62 filhos de colaboradores são atendidos.

Outros benefícios do projeto são: curso de gestante, acompanhamento médico e avalição ergonômica no ambiente de trabalho da grávida. “Nas minhas duas gestações tive o acompanhamento do meu obstetra e da médica do ambulatório da empresa, que me acompanhou todos os meses e me ‘socorreu’ quando tinha dúvidas básicas sobre a gravidez”, finaliza Juçara.

No último ano, o valor investido nesta ação ultrapassou os R$ 95 mil. A partir de agora, através do convênio com a empresa Nestlé, a Brandili presta assistência também às mães que não podem amamentar e possuem indicação médica de suplementação alimentar. Após prescrição do médico, a colaboradora pode adquirir produtos da linha infantil com preços do fabricante e o pagamento pode ser feito com desconto na folha. Itens como papinhas também estão incluídos.

“Nós sempre orientamos e reforçamos com as nossas colaboradoras gestantes e nutrizes, a importância do aleitamento materno e que sempre deve ser a primeira opção para a alimentação do bebê. Porém, em alguns casos, em que o aleitamento materno exclusivo não é possível, as fórmulas de leite infantis são os substitutos mais adequados para os primeiros anos de vida. Essa nova parceria vai ajudar muito nossas mamães a darem mais qualidade de vida para os seus filhos, fazendo com que cresçam saudáveis e fortes”, comenta a médica do trabalho da Brandili, Marise Fernandes dos Santos.

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS