quinta-feira, 20 janeiro 2022
InícioAnimaisLuto: Como lidar com a morte de um animal de estimação?

Luto: Como lidar com a morte de um animal de estimação?

 

Por *Susane Bohmann (Médica Veterinária)

Quando o animal de estimação morre, sentimos uma dor imensa, muitas vezes maior que a dor de ter perdido um ente querido, pois nossos companheiros animais se tornam parte de nós. Como consta na Odisseia de Homero, Ulisses retorna ao lar após 20 anos, disfarçado como mendigo e apenas seu cão, Argos, o reconhece, levanta as orelhas e abano o rabinho, apesar de seu estado avançado de velhice. Ao contrário do seu relacionamento com sua esposa Penélope, Ulisses não precisou se preocupar com os 20 anos de distância do seu cão, pois estes não afetaram seu relacionamento. Era muito mais simples continuar com ele.

É difícil expressar a intensidade da dor, do desespero ou da falta de preparo para lidar com tal situação. A psicóloga Larissa Link, aponta que infelizmente o ciclo de vida dos animais é menor que o do ser humano e o processo natural é que sejamos nós que sofreremos a perda. Esta dor não costuma ser compreendida por aqueles que não têm um animal, por este motivo algumas pessoas acham estranho presenciar comportamentos que fazem parte do processo natural do luto, como por exemplo, o choro. Não importa se seus amigos ou familiares não compreendem os seus sentimentos, é necessário expressar sua tristeza e vivenciar o luto para que ele passe e restem somente lembranças.

Caso após alguns meses você esteja com dificuldades em dar continuidade na sua rotina, é necessário buscar ajuda psicológica. Após a superação do luto, dê a oportunidade para outro animal de estimação entrar na sua vida. Existem diversos sítios com animais que estão aguardando a oportunidade de ter um novo lar – afirma.

Acima de tudo, seja grato pela oportunidade de ter ao seu lado a companhia de um ser que por diversas vezes, despertou seus melhores lados. Lados esses que irradiam nas nossas relações com outros seres, inclusive humanos.

Acredite, deixar de ter outro animal após o luto é deixar de ter a oportunidade de curar-se da dor que sua ausência deixou. Quando retiramos algum animal de um estado deplorável de vida e passamos a nos preocupar com sua recuperação e bem estar, o sentimento de vazio passar a ser preenchido por aquele amor que outrora, seu grande amigo deixou como marca em seu coração e você entende que este animal continua presente em sua vida. Gratidão é a palavra chave.

* Larissa Link – Psicóloga CRP: 12/11434. E-mail: larissalink@yahoo.com.br
* Susane Bohmann – Médica Veterinária CRMV-SC: 7779. E-mail: susaneb.vet@gmail.com

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS