sábado, 22 janeiro 2022
InícioEconomiaKarsten quer chegar a 2018 com 18 lojas próprias

Karsten quer chegar a 2018 com 18 lojas próprias

Rui Hess de Souza apresentou os números e estratégias de marketing, varejo e produto  Clique na imagem para ampliar | Foto: Paula Cardoso
Rui Hess de Souza apresentou os números e estratégias de marketing, varejo e produto
Clique na imagem para ampliar | Foto: Paula Cardoso

Texto: Marina Melz

Companhia abriu as portas para gestores e executivos de empresas associadas ao Santa Catarina Moda e Cultura (SCMC). Nova diretoria apontou decisões e caminhos que a empresa está tomando para voltar a crescer

“Temos a missão de levar a Karsten para, pelo menos, mais 133 anos de bons resultados”, disse o presidente da companhia Armando César Hess de Souza na abertura do Experience, evento que reuniu empresários e executivos de empresas associadas ao Santa Catarina Moda e Cultura (SCMC) no dia 22 de março. O encontro teve como objetivo conhecer a empresa, que integra o movimento há 11 anos, desde a sua fundação, e ouvir sobre as estratégias adotadas para o futuro.

A Karsten foi fundada em 1882, em Blumenau (SC), por imigrantes alemães. Depois de uma história de expansão e de reconhecimento da marca como uma das mais importantes do país, passou por maus momentos até que, em 2014, uma união das três famílias descendentes dos fundadores e dos executivos Armando Hess de Souza, Márcio Luiz Bertoldi, Alvin Rauh Neto e Rui Hess de Souza injetou capital e inovação para que a indústria voltasse a crescer.

Entre as empresas associadas que participaram da visita estavam o presidente da Altenburg, Rui Altenburg, e a presidente da Lepper, Maria Regina Loyola Alves. As companhias estão entre as principais marcas de cama, mesa e banho do mercado.

De acordo com a Amélia Malheiros, presidente do SCMC, o primeiro evento do ano reforçou o caráter colaborativo do movimento, onde as empresas aprendem umas com as outras. “É muito emocionante ver as pontes que construímos e reforçamos nos últimos 10 anos. Ver empresas que somam mais de 300 anos de experiência e expertise trocando de uma maneira tão aberta. O desejo sincero e carinhoso de sucesso que o presidente da Altenburg, Rui Altenburg, proferiu ao final do evento emocionou a todos e mostrou que estamos no caminho certo para crescermos como estado”, comenta.

 

Executivos conheceram os novos showrooms da Karsten e visitaram também a fábrica  Clique na imagem para ampliar | Foto: Paula Cardoso
Executivos conheceram os novos showrooms da Karsten e visitaram também a fábrica
Clique na imagem para ampliar | Foto: Paula Cardoso

 

Mercados

A marca Karsten representa 75% dos negócios da companhia. As peças com esta linha estão em 7 mil pontos de vendas em todo o país – 60% deles são multimarcas e os outros 40% grandes magazines. Já a Karsten Decor, que conta com produtos voltados para decoração, é a linha que mais cresce na companhia, de acordo com Alvin Rauh Neto, diretor comercial. Hoje, ela representa 20% do faturamento.

A Karsten também gerencia a marca Trussardi, voltada para o público de alto padrão. A marca tem 300 pontos de vendas e uma estratégia diferenciada e especial de consultoras de vendas.

Em relação à exportação, Alvin explicou que o posicionamento da Karsten neste momento é de manter o índice de vendas para fora do Brasil em, no máximo, 10%. Hoje, são 7%. “Entendemos que, para a nossa realidade, a exportação tem a missão de provocar a inovação e equilibrar com as vendas em moeda estrangeira o que compramos de fora”, comentou.

Lojas
A manutenção das equipes a valorização de talentos internos foram destaques da apresentação do diretor de produto, varejo e marketing da companhia, Rui Hess de Souza. “Tínhamos pessoas que já estavam aqui, e que hoje geram valor para a companhia de uma maneira mais intensa”, comentou.

Um dos destaques da estratégia de varejo da Karsten é a rápida expansão das lojas. Os pontos de vendas com a marca Karsten começaram a ser inaugurados em 2015 e já são quatro. Em 2016 serão inaugurados mais quatro e a expectativa é que sejam 18 até o fim de 2018. Já a Trussardi já conta com quatro lojas e o intuito é que o crescimento aconteça através de franquias.

SCMC em números

Em 10 anos, mais de 45 empresas catarinenses já passaram pelo projeto e 25 instituições de ensino aderiram à plataforma através da participação dos seus alunos de moda e design. Foram mais de 400 eventos de capacitação que impactaram cerca de 30 mil profissionais e acadêmicos. Juntas, as empresas associadas faturam R$ 4 bilhões.

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS