quarta-feira, 27 outubro 2021
InícioVale do ItajaíMassarandubaJúri condena quatro irmãos pelo homicídio do cunhado em Navegantes

Júri condena quatro irmãos pelo homicídio do cunhado em Navegantes

O crime ocorreu em outubro de 2018 próximo a uma lanchonete. A sessão de julgamento durou 20 horas só terminou na madrugada desta quarta-feira (10/02).

Em um julgamento que durou quase 20 horas e só terminou na madrugada de quarta-feira (10/02/21), o Tribunal do Júri da Comarca de Navegantes condenou quatro irmãos pelo homicídio do cunhado a facadas e com um golpe de pedra.

Os réus foram sentenciados a penas de reclusão que variam de 18 anos e oito meses, até 21 anos e quatro meses, em regime inicial fechado. O Ministério Público não vai recorrer da decisão por entender que as penas estão adequadas. Os condenados já estão presos.

O crime ocorreu na noite de 9 de outubro de 2018, no bairro Nossa Senhora das Graças, em Navegantes, próximo a uma lanchonete. Na ocasião, os irmãos M. S., E. S., N. A. S. J. e C. A. S., segundo a denúncia, cercaram a vítima, Thiago Ângelo Borba, e, após uma breve discussão, começaram a agredi-lo com socos e chutes até que ele caiu no chão. Então, imediatamente, os quatro irmãos começaram a esfaqueá-lo e o atingiram na cabeça com uma pedra. A vítima ainda tentou pedir socorro na lanchonete, mas morreu em seguida no hospital.

Os quatro irmãos foram denunciados e condenados por homicídio qualificado, por ter sido cometido por motivo fútil e devido à vantagem numérica dos agressores, que dificultou a defesa da vítima. Thiago foi morto porque teria furtado um aparelho de televisão, o que, na visão dos quatro irmãos, poderia atrair a atenção da polícia à localidade e colocar em risco o grupo, que estaria envolvido com a prática de crimes.

Atuaram no Tribunal do Júri o Promotor de Justiça Diego Henrique Siqueira Ferreira e a assistente de Promotoria Rafaela Soares Bampi. A sessão de julgamento foi presidida pela Juíza de Direito Marta Regina Jahnel.

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS