terça-feira, 7 dezembro 2021
InícioEconomiaJunho tem saldo negativo de 62 novas vagas de emprego formal em...

Junho tem saldo negativo de 62 novas vagas de emprego formal em Blumenau

 

 

 

Por Claus Jensen

O Ministério da Economia divulgou na manhã desta quinta-feira (25/07/19) os dados Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), relativo ao número de novas vagas de emprego no país.

Em Blumenau houveram 4.515 novas admissões, enquanto 4.577 trabalhadores foram demitidos. O resultado foi um saldo negativo de 62 vagas. A maior responsável por essa queda foi a indústria de transformação que demitiu 1.722 pessoas e demitiu 1.437. Os segmentos mais atingidos foram a indústria têxtil (- 141), metalurgia (- 36) e da madeira e do mobiliário (- 9). O setor de serviços também ficou com saldo de -21.

Em compensação os segmentos que registraram saldos positivos em junho, foram os da construção civil (151), comércio (61) e administração pública (40). Em relação a Santa Catarina, Blumenau ficou em 36º lugar de um total de 41. Ficamos na frente de Biguaçu (- 64), Mafra (- 91), Araranguá (- 108), Balneário Camboriú (-225) e Florianópolis (-625).

Já o saldo acumulado de Blumenau em 2019 foi positivo, com 3.499 novas vagas (33.532 admissões e 30.033 demissões). Olhando pela perspectiva positiva, o desempenho da economia está muito melhor do que ano passado quando o saldo negativo na cidade chegou a -519. Em junho de 2018, 4.683 trabalhadores perderam o emprego, enquanto 4.164 foram contratados.

Santa Catarina

Em todo estado foram admitidos 74.906 novos trabalhadores, enquanto 73.966 foram demitidos, resultando em um saldo positivo de 940. As cidades catarinenses que lideraram o ranking foram São José (566), Joinville (511), Chapecó (361), Navegantes (352) e Itajaí (209).

O primeiro semestre também fechou com resultado positivo para Santa Catarina, quando foram criadas 49,8 mil postos de trabalho formais, o melhor resultado do Sul do Brasil para o período. Foi o terceiro melhor saldo do país para o período, ficando atrás apenas de São Paulo e Minas Gerais, que também são os dois Estados mais populosos.

O resultado é 48% maior do que no mesmo período de 2018, quando foram abertas 33,5 mil vagas de emprego. Na divisão por setores, a indústria liderou a geração de empregos no semestre, com 29,3 mil vagas criadas. Logo em seguida aparece o setor de serviços, com 15,4 mil.

Completam o quadro a construção (5,9 mil) e a administração pública (5,4 mil). Em relação apenas ao mês de junho, foram criadas 940 vagas em Santa Catarina, com destaque para o setor de serviços. Foi o melhor resultado para o mês desde 2013.

Claus Jensenhttp://www.oblumenauense.com.br
Trabalhei com publicidade há mais de 30 anos, fiz teatro durante 8, apresentei programa de televisão outros 5 e sou blogueiro desde 2007. Mas minha maior paixão é a família, e claro, essa fascinante Blumenau.

MAIS LIDAS