terça-feira, 19 outubro 2021
InícioGeralHospital Misericórdia da Vila Itoupava receberá repasse de R$ 775,6 mil para...

Hospital Misericórdia da Vila Itoupava receberá repasse de R$ 775,6 mil para 10 leitos de retaguarda

Hospital-Misericordia_Vila-Itoupava_02

 

O secretário de Estado da Saúde, João Paulo Kleinübing, e a secretária de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde, Gerlane Baccarin, representando o ministro Ricardo Barros, assinaram nesta segunda-feira (17/10/16), no auditório da Secretaria de Estado da Administração, no Centro Administrativo do Governo de SC, na Capital, as portarias para liberação de recursos e autorização para novos serviços de média e alta complexidades ambulatorial e hospitalar no Estado.

Em Blumenau, o Hospital Misericórdia, na Vila Itoupava, será beneficiado com o valor de R$ 775.625,00 para 10 leitos de retaguarda, este valor corresponde em um repassa para 12 meses. Para Luiz Alves, a entidade beneficiada será a Fundação Médica Assistencial ao Trabalhador Rural de Luiz Alves, os valores e o período são os mesmos de Blumenau.

No total, além de Blumenau e Luiz Alves, serão beneficiados mais 13 hospitais filantrópicos de 12 municípios: Fraiburgo, Guaraciaba, Içara, Itajaí, Joinville, Mafra, Maravilha, Navegantes, Rio do Sul, São Joaquim, Timbó e Xanxerê. Também está na lista das novas habilitações a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Palhoça, que passa a receber recursos federais.

Com as habilitações desses novos serviços, a estimativa é de um aporte superior a R$ 20 milhões por ano pelo governo federal na saúde de Santa Catarina. Algumas dessas operações já estavam ativadas e boa parte delas vinha sendo mantida com recursos bancados pela Secretaria de Estado da Saúde. “A assinatura dessas portarias concretiza a conversa que tivemos junto com o governador Raimundo Colombo, no mês passado, lá em Brasília, com o ministro Ricardo Barros, quando ele nos informou que esses serviços seriam habilitados aqui no Estado”, comemorou o secretário da Saúde, João Paulo Kleinübing.

Por Ricardo Lunge, da Agência de Desenvolvimento Regional de Blumenau
O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS