quinta-feira, 27 janeiro 2022
InícioSaúdeCoronavírusHospital de Gaspar completa um mês sem pacientes na UTI Covid-19

Hospital de Gaspar completa um mês sem pacientes na UTI Covid-19

No momento, também não há pacientes internados na enfermaria da unidade com a doença.

No sábado (27/11/21), o Hospital Nossa Senhora do Perpétuo de Gaspar completa um mês sem registros de pacientes em leitos na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Covid-19. No momento, também não há pacientes internados na enfermaria da unidade com a doença.

O hospital atendeu mais de mil pessoas acometidas pela doença nestes quase 20 meses de pandemia. Os dez leitos de UTI COVID foram responsáveis por atender 83 pessoas que ficaram internadas em média sete dias.

São mais de mil vidas atendidas pela força e dedicação de todos os colaboradores do hospital de Gaspar, que não mediram esforços para proporcionar atendimento digno e de qualidade. Investimos muito em equipamentos, contratações de mais profissionais da saúde e médicos. Conseguimos adequar toda uma estrutura física do nosso hospital para criar os leitos de UTI e, com isso garantir uma assistência ainda mais segura à toda nossa população que precisar”, destacou o prefeito Kleber Wan-Dall .

A estruturação foi realizada com recursos próprios, como a reforma da ala onde a UTI foi implantada, com pintura, hidráulica, elétrica e outros reparos. Em um primeiro momento, foram estruturados 10 leitos de UTI, e o investimento inicial foi de aproximadamente R$3.450.000,00. Em fevereiro de 2021, foram instalados mais 10 leitos, totalizando 20.

Apesar dos leitos serem regulados pelo estado, o valor repassado é de R$ 1,6 mil, para manter os leitos. Mas, como o custo real é de aproximadamente R$ 3,5 mil, o município direciona verbas para arcar com a diferença e garantir o funcionamento de cada leito. Totalizando um valor total em 20 meses de pandemia de R$ 30 milhões.

A Diretora Administrativa do Hospital de Gaspar, Fabiana Massari, explica de que forma são utilizados os recursos. “Em um leito de UTI temos ventiladores, respiradores, monitores com capnografia (monitoramento da quantidade de dióxido de carbono nos gases respiratórios), oxímetros, eletrocardiógrafos, desfibriladores e bombas de infusão. Contudo, precisamos ainda de uma equipe multidisciplinar, com médicos de diversas especialidades, enfermeiros, fisioterapeutas, enfermagem, assistentes sociais, serviços gerais, além de apoio diagnóstico e nutricional”, explica Fabiana.

Avanço na Vacinação

Em Gaspar, 81,04% da população adulta e 72,88% da população total estimada pelo IBGE, já receberam pelo menos a primeira dose. Desse percentual, cerca de 73,08% já possuem a imunização completa com as duas doses.

Inabilitação pelo Governo do Estado

Conforme explica a diretora administrativa da instituição, Fabiana Massari, “o processo de inabilitação dos leitos acompanha a curva da pandemia. A vacinação tem mostrado o resultado esperado e os casos graves diminuíram drasticamente. Logo, o desmonte do aparato para a pandemia, incluindo as UTIs, que já fazia parte do planejado estadual, é algo esperado”.

Município e Hospital de Gaspar buscam leitos permanentes

Enquanto o governo estadual estuda os próximos passos para o combate a pandemia, o Hospital de Gaspar e a administração municipal avançam na luta pela implantação da UTI permanente no município. O processo iniciado pela Secretaria de Saúde do Município já está sob análise nos órgãos competentes.

De acordo com o prefeito Kleber Wan-Dall, a intenção é conseguir que a implantação dos leitos definitivos aconteça antes da inabilitação completa dos leitos de UTI Covid pelo Estado. “Sabemos que foi uma vitória a implantação dos leitos de UTI para a pandemia, mas não podemos deixar a população desassistida quando tudo isso passar. Já temos a estrutura física e financeira para as UTIs definitivas garantidas, aguardamos agora da liberação do Estado para seguir avançado e confirmar as unidades de tratamento intensivo para a nossa cidade”, conclui Wan-Dall.

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS