quarta-feira, 27 outubro 2021
InícioSegurançaHomem é baleado ao resistir à prisão, após agredir sua companheira com...

Homem é baleado ao resistir à prisão, após agredir sua companheira com filho de colo

Segundo a vítima, tudo começou depois que ela disse ter sido promovida para encarregada. O fato aconteceu no final da tarde desta sexta-feira (5/02), em Blumenau.

A Polícia Militar foi acionada às 17h43 desta sexta-feira (5/02/21) para atender uma ocorrência doméstica no início da Rua Emílio Tallmann, no bairro Progresso, em Blumenau. No local, a viatura foi abordada por testemunhas que viram um homem agredindo sua companheira que estava com uma criança de colo.

A mulher buscou abrigo nos vizinhos, mas não adiantou, ele foi atrás dela invadindo as residências e levando-a de volta à força. Os policiais foram até o endereço do casal e encontraram a vítima de 40 anos com o filho de um ano e sete meses pedindo socorro.

De acordo com o seu relato, ao retornar para casa do emprego, o companheiro de 27 anos ficou agressivo após saber que a mulher tinha sido promovida para encarregada. Ela disse que o homem a pegou pelo pescoço, deu uma cabeçada e depois quebrou todo o banheiro.

Naquele momento ela aproveitou para fugir. Mas o homem foi atrás e conseguiu achá-la, quando continuou com as agressões, puxando seu cabelo, dando um soco no rosto e ameaçando-a com uma faca.

A Polícia Militar conseguiu localizar o suspeito que continuava muito agressivo e resistiu à prisão, enfrentando os policiais que utilizaram armas não letais para tentar contê-lo. Mas ele não parava e continuou agressivo e um dos policiais acabou disparando um tiro. Apesar de ferido, ainda tentou resistir, mas acabou caindo ao solo.

O SAMU e a equipe aeromedica do Arcanjo 03 foram acionados para socorrer o homem, que foi levado ao Hospital Santo Antônio. Uma escolta policial ficou no local para que depois fosse encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil, onde serão tomadas as medidas legais. Ele vai responder pelos crimes de resistência à prisão, dano e violência doméstica, dentro da Lei Maria Da Penha.

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS