segunda-feira, 20 setembro 2021
InícioEventosHoje é dia de discutir a realidade do trabalho infantil em Blumenau

Hoje é dia de discutir a realidade do trabalho infantil em Blumenau

O seminário acontece na Escola Técnica de Saúde, rua 2 de setembro, no bairro Itoupava Norte, a partir das 14h.

seminario-Diga-nao-trabalho-infantilNesta quarta-feira, dia 16 de julho, a Secretaria de Desenvolvimento Social da Prefeitura de Blumenau realiza o seminário “Diga Não ao Trabalho Infantil”. Destinado aos profissionais que atuam nas políticas de assistência social, educação, saúde e conselho tutelar, o evento deve reunir cerca de 150 pessoas. Em 2010, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontou que Blumenau possuía 2.143 crianças e adolescentes nesta situação. Então, em 2013, o município foi sinalizado para receber cofinanciamento federal para desenvolver ações de sensibilização e mobilização do enfrentamento do trabalho infantil.

A programação prevê uma palestra com a procuradora Geny Helena Fernandes Barroso, do Ministério Público do Trabalho de Blumenau e representante do Fórum de Erradicação do Trabalho Infantil e Proteção do Adolescente no Trabalho de Santa Catarina. Ela apresentará um balanço da situação no estado no que diz respeito ao trabalho infantil. Na oportunidade, será lançada a cartilha informativa “Diga Sim à Infância Protegida”, que vai instrumentalizar os profissionais da rede de garantia de direitos contribuindo com a prática profissional.

O seminário é uma das ações do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), desenvolvido pelo município desde 2001, com o objetivo de retirar crianças e adolescentes com idade inferior a 16 anos da prática do trabalho precoce – resguardando os casos de menor aprendiz a partir dos 14 anos. Em 2010, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) sinalizou que Blumenau possuía 2.143 crianças e adolescentes nesta situação. Então, a partir do ano passado o município passou a receber cofinanciamento federal para desenvolver ações de sensibilização e mobilização do enfrentamento do trabalho infantil.

Atualmente, 26 crianças e adolescentes recebem acompanhamento do PETI devido à situação de trabalho infantil. Os casos são encaminhados à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social através dos CRAS, Conselhos Tutelares e Ministério Público. Situações como estas podem ser denunciadas aos conselhos tutelares da cidade ou discando 100 no seu telefone.

Programação

  • 14h – Cerimonial de abertura
  • 14h30 – Apresentação cultural das crianças e adolescentes do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos dos Cras.
  • 14h45 – Lançamento da cartilha
  • 15h – Palestra
  • 16h45 – Debate
  • 17h – Encerramento

via PMB | Texto: Talita Catie

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS