segunda-feira, 12 abril 2021
Início Geral Henrique precisa de ajuda para enfrentar a osteomielite e uma úlcera venosa

Henrique precisa de ajuda para enfrentar a osteomielite e uma úlcera venosa

Ele já venceu o câncer, essas são as sequelas. No bairro Itoupava Central, é conhecido pela comunidade da paróquia São José Operário, onde tocou violão por quase 30 anos.

Por Josiane Longhi

Apesar dos enormes desafios de se viver em uma época com uma pandemia global como a Covid-19, que exige cuidados constantes para garantir que não sejamos infectados pelo coronavírus, a vida das pessoas que passam por outras grandes provações não pode parar.

Algumas, com certos tipos graves de enfermidades tiveram as suas rotinas mais impactadas do que outras. É o caso de Henrique Schaefer, de 65 anos, morador do bairro Itoupava Central, em Blumenau.  Ele é conhecido pela comunidade da Paróquia São José Operário, onde tocou com seu violão por quase 30 anos.

Em 1992, após uma dolorosa batalha, ele venceu um câncer do tipo sarcoma que atingiu uma de suas pernas e tinha o tamanho de uma laranja. Foram necessárias 90 sessões de radioterapia e vários medicamentos, mas infelizmente ficaram algumas sequelas, como a osteomielite dentro do osso do fêmur e uma úlcera venosa.

Antes da pandemia, Henrique conseguia suprir todas as suas necessidades médicas através de meios próprios e do SUS (Sistema Único de Saúde). São medicações diversas e consultas ao oncologista, além de três sessões semanais de ozonioterapia para tratar os sintomas da osteomielite, ao custo de R$ 95,00 por sessão.

Nas últimas semanas, uma ferida que cobre sua coxa praticamente inteira está aberta e ele sofre com a forte dor. A imagem do ferimento é tão forte que não dá para mostrar como está a situação.

Como as consultas pelo SUS estão temporariamente suspensas por causa da pandemia, a família iniciou uma campanha na comunidade local para ajudá-lo. Por isso quem puder doar algum valor em dinheiro, será usado para pagar as consultas na rede particular e na manutenção das sessões de ozonioterapia, pelo menos até que o atendimento pelo SUS volte ao normal.

Se ele parar o tratamento, o estado de saúde tende a piorar ainda mais. Pelo menos os medicamentos ainda estão sendo fornecidos pelo programa do governo.

Se você leu esse texto e se sensibilizou, pode ajudar o violeiro que por tantas décadas trouxe momentos de comunhão com Deus. Para tirar dúvidas, pode entrar em contato com a família pelo WhatsApp através do número (47) 99186-6842.

As doações podem ser feitas pelo:

  • PIX: (CPF) 218.130.439-49
  • Transferência bancária: Banco Viacredi (085) – Agência: 0101-5 – Conta Corrente: 3506819
Avatar
O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS