quarta-feira, 1 dezembro 2021
InícioGeralHá dois anos foi feita a primeira Cirurgia de Implante Coclear no...

Há dois anos foi feita a primeira Cirurgia de Implante Coclear no Hospital Santa Isabel

 

Há dois anos era realizado a 1ª Cirurgia de Implante Coclear no Hospital Santa Isabel. O procedimento consiste em implantar um dispositivo eletrônico em pessoas com grande perda de audição. Desde o primeiro procedimento, realizado em janeiro de 2017, outros dez pacientes com audição mínima realizaram a cirurgia e receberam o implante. Entra elas, duas crianças. O aparelho transforma o som externo em estímulos elétricos e envia ao nervo auditivo. Assim, o paciente surdo volta a ouvir, com ajuda da medicina e tecnologia.

Quem realizou o primeiro procedimento do tipo no Hospital Santa Isabel foi o Dr. Tobias Torres, médico otorrinolaringologista, especialista em otologia – que é a parte da medicina que estuda os problemas auditivos. “Cada aparelho custa em torno de R$ 70 mil”, revela o Dr. Tobias. Após trinta dias da cirurgia, o médico conecta o implante externo ao interno, e o paciente ouve os primeiros sons, passando por adaptação até ouvir com clareza. O implante substitui a função da cóclea – órgão auditivo do ouvido interno.

O implante coclear, popularmente conhecido como ouvido biônico, é indicado a pacientes que possuem perda auditiva severa profunda sem resposta com o uso de aparelhos de audição convencionais: “só é candidato ao implante o paciente que não teve rendimento positivo com o aparelho de audição comum”, enfatiza o Dr. Tobias.

“É um trabalho em equipe. São cerca de dez profissionais envolvidos no momento da cirurgia e eu agradeço ao Hospital Santa Isabel pelo apoio. Aqui na região, apenas o Hospital Santa Isabel realiza este tipo de procedimento”, conta Tobias. A realização de procedimentos deste tipo no Hospital Santa Isabel faz com que futuros pacientes de problemas auditivos necessitem de tratamento em outras cidades e estados.

Com informações de Gabriel Silva do Hospital Santo Antônio.

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS