Grupo de trabalho para vacinação da Covid-19 é criado em Blumenau

O objetivo é organizar a logística de insumos, a operação de atendimento da população e necessidades futuras de investimentos por parte do município, para adequar a Rede Frio e as salas de vacinação.

1639
Imagem: Fernando Zhiminaicela [Pixabay]

Diante da realidade cada vez mais próxima de vacinar a população contra o Coronavírus, o Prefeito Mário Hildebrandt assinou na tarde desta quinta-feira (17/12/20), portaria nomeando os profissionais que irão compor o grupo de trabalho para a elaboração e implantação do Plano Municipal de Imunização. A coordenação será feita pela futura vice-prefeita, Maria Regina de Souza Soar, que atualmente é consultora técnica na área da saúde da Federação Catarinense de Municípios (FECAM).

 

 

O Plano terá como base as diretrizes nacional e estadual já elaboradas, e pretende organizar a logística de insumos, a operação de atendimento da população e necessidades futuras de investimentos por parte do município, para adequar a Rede Frio e as salas de vacinação. Farão parte do grupo de trabalho profissionais da Secretaria de Promoção da Saúde (Semus), das áreas de vigilância epidemiológica, sanitária e atenção básica.

Blumenau possui atualmente cerca de 40 salas de vacinas nas unidades Estratégia Saúde da Família (ESFs). No início de 2020, foram adquiridas 28 câmaras frias, um investimento de pouco mais de R$ 340 mil em recursos próprios, para modernizar cerca de 70% das salas das unidades. Novas câmaras poderão ser adquiridas para a vacinação contra o Coronavírus, que ficarão como melhoria permanente nas unidades.

A obrigação da disponibilização da vacina pelo SUS é do governo federal, e a coordenação estadual será da Secretaria de Estado da Saúde (SES). Mas Blumenau está se preparando com um plano de contingência municipal, caso haja dificuldades para aquisição de vacinas. “Já reservamos R$ 12 milhões no orçamento da Prefeitura de 2021 para investimentos em vacinas, insumos e necessidades da saúde que garantam a proteção das pessoas. Desde março, ações diárias de combate ao vírus têm sido feitas e não podemos deixar de estar preparados para esta situação”, avaliou o Prefeito Mário Hildebrandt.

 

O que preveem os Planos

Em Santa Catarina, seguindo Plano Nacional de Vacinação para a Covid-19, a vacinação deve ocorrer em quatro etapas, obedecendo a critérios logísticos de recebimento e distribuição das doses pelo Ministério da Saúde (MS).

As etapas desenhadas pela equipe técnica do MS priorizam grupos, que levam em conta informações epidemiológicas entre os brasileiros, bem como, comorbidades e dados populacionais.

Já o armazenamento das vacinas e insumos recebidos do governo federal, a logística para distribuição aos municípios, o apoio na capacitação dos profissionais vacinadores e a complementação do provimento de insumos estratégicos serão feitos pelo Estado.

Aquisição de novos testes

Também nesta tarde, Hildebrandt assinou a autorização de compra de mais 20 mil unidades de testes de antígeno para detecção do Conoravírus em Blumenau. No final de novembro já foram adquiridos 10 mil testes do mesmo tipo, em conjunto com o Consórcio Intermunicipal de Saúde do Médio Vale do Itajaí (CISAMVI). Na primeira compra, o investimento feito pelo município foi de R$ 320 mil.

A coleta é feita por swab nasofaríngeo e traz o resultado entre 15 e 30 minutos. O teste antígeno é feito conforme indicação médica, no Ambulatório de Atendimento para Casos Suspeitos de Coronavírus, localizado no Parque Vila Germânica, e também nos fast-tracks dos sete Ambulatórios Gerais.

 

Fonte: Prefeitura de Blumenau