sábado, 22 janeiro 2022
InícioGeralGoverno monitora notícias falsas sobre retomada de paralisação

Governo monitora notícias falsas sobre retomada de paralisação

Se você foi uma das pessoas que recebeu mensagem pelo WhatsApp ou Facebook, dizendo que na noite de domingo a greve dos caminhoneiros irá retornar com força maior, é mais uma informação falsa.  Pelo menos é o que diz o governo, alvo maior de todas as manifestações.

O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse nesta sexta-feira (1/06/18) que os órgãos de inteligência estão atentos a vídeos e notícias falsas que incitam a retomada da paralisação dos caminhoneiros e dizem que o governo não cumpre o acordo.

Segundo ele, se for necessário, serão tomadas providências. “No momento certo, se for o caso, haverá ação do governo para que quem estiver incitando de forma infundada inverdades pague a responsabilidade que esse ato porventura decorra. Não vai ficar sem punição quem tentar descaracterizar a verdade dos atos praticados pelo governo”, disse em entrevista coletiva após a reunião do Grupo de Acompanhamento da Normalização do Abastecimento, no Palácio do Planalto.

Padilha reforçou que pontos do acordo feito com os caminhoneiros já estão em vigor: a não cobrança de pedágio do eixo suspenso, em vigor desde ontem, a reserva de 30% de frete na Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para caminhoneiros autônomos, e a tabela de preço mínimo para o frete. O desconto de R$ 0,46 por litro de óleo diesel deve chegar às bombas de combustível até a próxima segunda-feira (4).

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, disse que a partir de segunda deverão ser fixadas placas nos postos de combustíveis informando o valor cobrado pelo diesel no dia 21 de maio e o valor atual com a redução dos R$ 0,46. Segundo o ministro, será publicada ainda hoje (1º), em uma edição extra do Diário Oficial da União, portaria com as regras para a fiscalização dos preços nos postos de combustíveis. As regras foram anunciadas ontem pelo ministro Eliseu Padilha.

Federação das Empresas de Transporte de Carga e Logística de SC (Fetrancesc)

A Fetrancesc também afirma que a informação se trata de uma Fake News. A entidade disse que houve confirmação por parte do Ministério dos Transportes de que o trabalho dos grupos de segurança continuam presentes para evitar novos bloqueios. De acordo com a Fetransesc, a Polícia Rodoviária Federal de SC assegura se tratar de uma notícia falsa. “Orientamos para que tenham cuidado com o compartilhamento destas notícias, pois, além de disseminarem uma informação não verídica, dão credibilidade a mal-intencionados que incitam a desordem”, finaliza uma nota da assessoria de imprensa.

Polícia Rodoviária Federal de SC

Segundo o núcleo de comunicação da PRF/SC, as análises de setores de inteligência do governo federal indicam que as notícias são falsas. Reforçando essa informação, as principais lideranças dos caminhoneiros não se manifestaram ou negaram a veracidade da informação. O mesmo acontece com as federações de empresas de transporte rodoviário de cargas. A Polícia Rodoviária Federal continua monitorando as rodovias federais, visando manter o fluxo normal de veículos e cargas.

Com informações de Yara Aquino [Agência Brasil] e Giovanni Vitória [Fetrancesc]

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS