sábado, 24 julho 2021
InícioVale do ItajaíGasparGaspar registra aumento de 292% nos focos do mosquito Aedes aegypti

Gaspar registra aumento de 292% nos focos do mosquito Aedes aegypti

Três bairros são considerados os mais infestados e seguem com monitoração intensa.

A Secretaria de Saúde e Vigilância de Gaspar encontrou 94 focos do Aedes aegypti neste ano no município. O mosquito é responsável por transmitir dengue, zika vírus, além das febres chikungunya e amarela. Em 202O, foram 24 focos, o que representa um aumento de 292%.

Os bairros Centro, Sete de Setembro e Santa Terezinha são considerados infestados e seguem com monitoração intensa. Dez casos de dengue foram notificados, sendo dois confirmados no município e outros oito casos seguem em investigação, para saber se os pacientes se infectaram dentro do município.

A secretária de saúde, Silvania Joanello, reitera que a limpeza dos ambientes é a melhor prevenção. “Mesmo que a nossa equipe faça inspeções diariamente na busca de focos, precisamos que a população se conscientize na eliminação da proliferação dos mosquitos em casa. O que a gente orienta é de não deixar água parada, o ovo pode sobreviver em locais que a gente nem imagina, como em tampinhas de garrafas”, explica.

Os agentes de endemias da Vigilância em Saúde percorrem por pontos estratégicos no município, onde há grande possibilidade de gerar criadouros do inseto. Mesmo assim, a colaboração da população é fundamental.

“Precisamos que a população entenda a importância dos agentes de endemias. Estamos com dificuldade em acessar alguns locais, devido à resistência da população, todos os agentes são identificados com crachás e uniformes”, destaca Joanello.

Atuação dos agentes de combate à dengue

A Secretaria de Saúde trabalha na delimitação do foco em um raio de 300 metros para vistoriar os locais onde os mosquitos podem se reproduzir. Cerca de 30 dias após o foco ser localizado, os fiscais voltam ao local para repetir o processo. As casas que não tiverem ninguém para atender durante a semana serão visitadas aos sábados. Todos os agentes de combate à dengue da Prefeitura de Gaspar são identificados com crachá e uniformes.

Gaspar conta com cinco agentes de combate à dengue. Eles montam armadilhas a cada 100 imóveis ou 200 metros, tendo mais de 300 armadilhas espalhadas pela cidade. O controle é feito semanalmente e em locais estratégicos a cada 14 dias. Esses pontos são cemitérios, ferros velhos, borracharias, material de construção, locais com acúmulo de água, depósito de recicláveis, floriculturas e etc. As vistorias são feitas a cada sete dias.

Medidas de prevenção e combate ao Aedes Aegypti são:
– Manter bem tampado tonéis, caixas e barris de água;
– Lavar semanalmente com água e sabão tanques utilizados para armazenar água; Manter caixas d’agua bem fechadas;
– Remover galhos e folhas de calhas;
– Não deixar água acumulada sobre a laje;
– Encher pratinhos de vasos com areia ate a borda ou lavá-los uma vez por semana;
– Trocar água dos vasos e plantas aquáticas uma vez por semana;
– Colocar lixos em sacos plásticos em lixeiras fechadas;
– Fechar bem os sacos de lixo e não deixar ao alcance de animais;
– Manter garrafas de vidro e latinhas de boca para baixo;
– Acondicionar pneus em locais cobertos;
– Fazer sempre manutenção de piscinas;
– Tampar ralos;
– Colocar areia nos cacos de vidro de muros ou cimento;
– Não deixar água acumulada em folhas secas e tampinhas de garrafas;
– Vasos sanitários externos devem ser tampados e verificados semanalmente;
– Limpar sempre a bandeja do ar condicionado;
– Lonas para cobrir materiais de construção devem estar sempre bem esticadas para não acumular água;
– Catar sacos plásticos e lixo do quintal.

Fonte: Prefeitura de Gaspar

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS