sábado, 27 novembro 2021
InícioGeralFiscalização e blitz podem voltar se excessos de velocidades continuarem em Blumenau

Fiscalização e blitz podem voltar se excessos de velocidades continuarem em Blumenau

 

 

 

 

Durante esse período de epidemia, não estão ocorrendo blitz de trânsito nem fiscalizações e multas, de acordo com o prefeito Mário Hildebrandt, em entrevista coletiva na noite desta terça-feira (14/03/20). Mas, como há muitos casos de excesso de velocidade, ele alertou que isso pode mudar.

Hildebrandt deixa claro que ele quer evitar que as vagas em hospitais e Unidades de Terapia Intensiva (UTI) não fiquem ocupadas com aquilo que pode ser evitado.

“Nós ainda não estamos fazendo blitz neste momento, por não considerarmos necessário. Mas se em algum momento a população não cumprir as normas mínimas de trânsito, nós vamos precisar aplicar as multas necessárias. Não podemos correr o risco de ampliar o número de atendimentos nas UTI’s dos hospitais com pessoas que acabaram excedendo o limite de velocidade, seja de carro, moto ou atropelando alguém. Essa vaga irá faltar depois para um paciente com Covid-19 e outras necessidades de atendimento da população. Cabe a cada um saber, que se cumprir o Código Brasileiro de Trânsito (CBT), ninguém será multado. Não temos o objetivo de multar, apenas proteger o cidadão que é vítima do excesso de velocidade, do alcoolismo ao volante”, comentou o prefeito.

Muitos certamente falarão que é a indústria da multa voltando, que o objetivo é arrecadar dinheiro. “Em nenhum momento teremos ações com objetivos arrecadatórios, caso tenham que ser feitas, serão para coibir os abusos que temos percebido em algumas ruas de Blumenau. Então nos ajude e se fiscalize, para que não haja necessidade de fiscalização”, finalizou.

Nos últimos dias o movimento de veículos aumentou depois que várias atividades econômicas foram liberadas, em especial o comércio. Apesar de ainda estar muito longe dos dias normais, mas como a orientação é ficar em casa, a quantidade preocupa, já que os ocupantes certamente irão para algum lugar onde ficarão expostos ao contágio, ou até podem transmitir a doença caso estejam infectados e não saibam.

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS