terça-feira, 19 outubro 2021
InícioEconomiaFim da Intervenção na Glória e no Consórcio Siga garante tranquilidade?

Fim da Intervenção na Glória e no Consórcio Siga garante tranquilidade?

Foto: Jaime Batista da Silva/Blog do Jaime
Pátio da empresa Nossa Senhora da Glória | Foto: Jaime Batista da Silva/Blog do Jaime

Depois de 27 dias de intervenção, foi anunciada na noite desta sexta-feira (4) a devolução da gestão às empresas responsáveis pela Nossa Senhora da Glória e o Consórcio. A informação até surpreendeu os blumemauenses, após 27 ônibus (coincidência dos números) da empresa serem retirados de circulação por oficiais da justiça. Afinal, é mais um problema que envolve o transporte coletivo da cidade que tem relação com a gestão da Glória.

De acordo com a informação, o Seterb diz que mesmo com a retirada dos ônibus da empresa Glória, as tabelas de horários das linhas de ônibus do final de semana permanecem iguais, sem alterações. Seria mesmo possível que uma quantidade tão grande de ônibus retirados de circulação não fizesse diferença, mesmo final de semana, quando há menos linhas em operação? E durante a próxima semana? Com a palavra, você usuário.

A nota publicada pela prefeitura informa que um dos objetivos da intervenção era manter o funcionamento do sistema. Mas com a paralisação prevista por falta de segurança nos terminais e a incerteza de que os próximos pagamentos sejam cumpridos, não seria cedo demais? Por apenas uma vez, garantiram que os salários dos trabalhadores fossem depositados três dias após uma das paralisações. Sim, porque teve outra da Verde Vale.

 

Nota oficial emitida pela Prefeitura de Blumenau.

Prefeitura decreta fim da Intervenção no transporte coletivo

A Prefeitura de Blumenau decretou nesta sexta-feira, dia 04, o fim da Intervenção na gestão da Empresa Nossa Senhora da Glória Ltda. e Consórcio Siga. O processo de Intervenção, iniciado no dia 08 de novembro, teve como objetivo manter o funcionamento do sistema, realizar o levantamento de dados financeiros e operacionais e garantir o pagamento dos salários dos trabalhadores do transporte coletivo, que durante o período foram efetuados em dia.

A partir de hoje, os interventores devolvem a gestão aos empresários e passam a elaborar relatórios de prestação de contas ao poder público sobre o conteúdo apurado durante os 27 dias de intervenção. Os relatórios serão analisados por uma Comissão Especial que indicará a viabilidade de manutenção do sistema ou a rescisão do contrato de concessão. O prazo para conclusão das análises dos relatórios é de até 90 dias.

A Prefeitura de Blumenau sempre atuou na fiscalização do sistema, buscando solucionar os problemas do transporte coletivo. Diante do não cumprimento de cláusulas contratuais e sucessivas paralisações, criou em 08 de setembro a Câmara Técnica para apurar os problemas financeiros e de operação da empresa Glória e Consórcio Siga. Não tendo sucesso na solicitação de informações junto às empresas, o poder público respaldado na Lei Federal 8.987, que dispõe sobre o regime de concessão e permissão da prestação de serviços públicos, realizou a Intervenção.

Paralisação

Com a possibilidade de paralisação das atividades do transporte coletivo no início da próxima semana em virtude da não concordância dos interventores com a diminuição da jornada de trabalho da categoria para sete horas, a Administração Municipal esclarece que dos 58 itens da convenção coletiva apenas este item não foi acordado pelos interventores. Com o fim da intervenção, ficará a critério dos representantes legais da empresa Glória a decisão sobre a diminuição da jornada de trabalho para sete horas diárias.

Funcionamento do transporte coletivo neste final de semana

O Seterb informa que mesmo com a retirada de circulação de 27 ônibus da empresa Glória, as tabelas de horários das linhas de ônibus do final de semana permanecem iguais, sem alterações. As mudanças que ocorrerão nas linhas durante a semana estão sendo readequadas pela autarquia e divulgadas assim que forem definidas.

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS