domingo, 24 outubro 2021
InícioSaúdeFebre amarela já está nas matas da região de Blumenau e do...

Febre amarela já está nas matas da região de Blumenau e do Vale do Itajaí

 

 

 

 

Um exame laboratorial confirmou que um macaco encontrado morto no dia 7 de janeiro na Rua Erwin Manske, no distrito da Vila Itoupava, teve como causa a febre amarela. A informação foi divulgada nesta terça-feira (4/02/20) pelo prefeito Mário Hildebrandt na sua rede social (e não no da prefeitura) que estava ao lado do Secretário de Promoção da Saúde, Winnetou Krambeck.

Gravamos uma entrevista com Hildebrandt sobre o assunto.

 

 

Isso mostra que a doença está rodando nossa cidade e o macacos que vivem nas matas são as primeiras vítimas. Lembrando que eles não transmitem a doença e tem papel essencial ao avisar que o mosquito transmissor está presente e infectado.

A febre amarela tem como principais sintomas dores no corpo em geral, náuseas e vômitos, fadiga e fraqueza. A maioria das pessoas melhora após estes sintomas iniciais. No entanto, cerca de 15% apresentam um breve período de horas a um dia sem sintomas e, então, desenvolvem uma forma mais grave da doença.

Blumenau possui 47 pontos para a vacinação que no caso da febre amarela é indicada para pessoas com idade entre 9 meses a 59 anos. Usuários com mais de 60 anos e doenças autoimunes devem ter autorização médica e a dose não é indicada para gestantes.

Na tarde desta segunda-feira (3), a prefeitura de Indaial também informou que três macacos morreram em função da doença. Em Pomerode outro primata foi infectado mas felizmente não morreu e foi tratado.

No mesmo dia, um morador de 40 anos de Jaraguá do Sul (SC) foi internado no Hospital Nereu Ramos, em Florianópolis, infectado pela febre amarela. Ele não tinha sido vacinado. O diagnóstico foi confirmado no domingo (2) pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen/SC).

O Blumenauense
Denúncias, problemas ou elogios? Escreva para contato@oblumenauense.com.br

MAIS LIDAS